Especulômetro de Maio mostra cenário positivo para comprar imóvel

Compartilhar a notícia

Índice calculado pelo Loft Dados apontou redução expressiva no valor do metro quadrado em oito bairros analisados

25 de maio de 2022

Atualizado: 27 de junho de 2022 4 min de leitura
Especulometro apontou reducao no preco do metro quadrado em oito bairros pesquisados

"É um cenário favorável para quem quer e pode comprar", afirma o gerente de dados e conteúdo da Loft, Fábio Takahashi.

O Especulômetro é uma ferramenta do núcleo Loft Dados que calcula a diferença entre o valor pelo qual os imóveis são anunciados e por quanto de fato são transacionados. São analisados os registros em cartório de apartamentos em 23 bairros da capital paulista.

Em quatro bairros houve redução considerável no preço do metro quadrado de abril para maio: Jardim Paulistano (-13%), Alto da Lapa (-7,47%), Aclimação (-2,76%) e Chácara Klabin (-1,89%).

especulometro maio
Preço do metro quadrado teve redução considerável em quatro bairros em maio

Em dezessete bairros o preço do metro quadrado se manteve estável – Brooklin, Campo Belo, Jardim América, Jardim Paulista, Lapa, Moema Índios, Moema Pássaros, Paraíso, Pinheiros, República, Vila Leopoldina, Vila Madalena, Vila Mariana, Vila Nova Conceição, Vila Olímpia e Vila Romana.

"A boa notícia é que essa redução da diferença é liderada por comportamentos de preços mais baixos ou estáveis no mercado, criando um ambiente favorável para quem está pensando em comprar imóveis", explica Rodger Campos, gerente de dados da Loft.

Apenas dois bairros tiveram alta considerável no preço do metro quadrado transacionado: Bela Vista (+10,44%) e Itaim Bibi (6,24%).

"Mesmo nesses bairros, o aumento no valor transacionado, aparentemente, é algo circunstancial. Desde fevereiro não tínhamos registrado um crescimento tão expressivo. Precisamos acompanhar para saber como se comportam essas áreas nos próximos levantamentos", pondera Takahashi.

Especulação imobiliária

O Especulômetro de maio também comparou os valores pelos quais os apartamentos foram anunciados e por quanto foram vendidos, de acordo com os registros em cartório.

Comparando os 23 bairros que compõem o indicador, a diferença média entre os valores anunciados e transacionados para o mês de maio foi de 20,5%. Em oito bairros houve redução da diferença – Alto da Lapa, Bela Vista, Campo Belo, Itaim Bibi, Lapa, República, Vila Leopoldina e Vila Romana. Em sete, houve alta – Aclimação, Alto de Pinheiros, Jardim Paulista, Jardim Paulistano, Moema Índios, Vila Madalena e Vila Olímpia.

"O mercado parece seguir procurando um novo equilíbrio, considerando o cenário econômico", diz Campos.

E completa: "Os bairros em alta demandam acompanhamento para entender se uma nova trajetória de preço se desenha para esses locais ou se é um reequilíbrio do mercado local, dado que essas eram regiões de queda nos últimos meses".

A diferença média entre os valores anunciados e transacionados foi de 20,5%

Metodologia

O Especulômetro é feito em parceria com a revista Exame. Uma ferramenta de precificação calcula o percentual de diferença entre os preços de imóveis anunciados pelos proprietários em plataformas digitais e os valores de fato pagos pelos compradores no momento de registrar a transação em cartório.

O objetivo é tornar ainda mais clara a relação entre vendedores e compradores de imóveis. A análise começou a ser feita em fevereiro de 2021 e é divulgada todos os meses para aumentar a transparência nas transações imobiliárias, poupando tempo e dinheiro para vendedores e compradores.

A edição de maio do Especulômetro se refere aos dados de transações registradas em cartório em dezembro de 2021, janeiro e fevereiro de 2022.

Os valores de cada mês consideram também os dois meses anteriores (média móvel), o que suaviza eventuais movimentos bruscos e pontuais do mercado.

E esses são os critérios para o bairro sair da tendência de "estabilidade" (ou seja, que apresente variação considerável): variação em dois períodos seguidos para a mesma direção (duas subidas, por exemplo), sendo ao menos uma superior a 5%. Ou variação superior a 10% em relação ao período anterior.

Repórter de Economia do Portal Loft. Jornalista formada pela ECA-USP com passagens pela TV Globo, Record, Band, SBT (onde trabalhou por nove anos como repórter) e CNN Brasil. Fez especialização em Jornalismo Literário pela ABJL e em Roteiro pela EICTV-Cuba. Foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo em 2012.

Veja também

parede cobogo porta ar condicionado

Morar com estilo

30 de junho de 2022

Cobogó: o que é e como deixar sua casa mais iluminada e decorada

o que é a matrícula de um imóvel - chave pendurada em uma fechadura - foto: Shutterstock

Mercado imobiliário

30 de junho de 2022

O que é matrícula do imóvel e por que saber disso pode livrar de fraudes

LofTV

29 de junho de 2022

Quadra de beach tennis em condomínios: benefício real ou modinha?

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.