Copywriting imobiliário: veja como aumentar suas vendas usando essa estratégia de marketing

Compartilhar a notícia

O copywriting imobiliário é essencial para se destacar da concorrência e converter mais leads para a sua imobiliária.

03 de abril de 2024

Autor Time Loft
Atualizado: 03 de abril de 2024 7 min de leitura
Zoom de um celular, caderno e notebook em cima de uma mesa

As estratégias de marketing são ótimas aliadas para qualquer empresa que busca aumentar as vendas, e em um mercado tão competitivo como o imobiliário não é diferente. Para isso, a persuasão é uma estratégia poderosa.

Nesse sentido, o copywriting imobiliário ajuda a segmentar o público e potencializar as taxas de conversão da sua empresa. Por isso, dominar essa estratégia pode aumentar as chances de a sua imobiliária se destacar nesse mercado cheio de oportunidades.

Para ajudar você a entender melhor o tema, separamos algumas informações sobre copywriting imobiliário e como usar essa estratégia para o fechamento de vendas.

Além disso, apresentaremos dicas para que corretores e gestores apliquem na imobiliária e assim consigam gerar novos leads.

O que é copywriting imobiliário e qual é sua importância?

Inicialmente, vamos conceituar o que é copywriting. De acordo com Paulo Maccedo, autor do livro Copywriting – O Método Centenário de Escrita Mais Cobiçado do Mercado Americano, copywriting diz respeito a usar as palavras corretas para se comunicar com um público-alvo no intuito de conduzi-lo a uma tomada de decisão.

Esse método de escrita é bastante utilizado em publicidade e marketing, e pretende empregar técnicas de persuasão com o propósito de influenciar os consumidores.

Desse modo, o copywriting imobiliário é usado para atrair prospects desse mercado, a fim de gerar oportunidades de negócio para as empresas do setor de imóveis.

No copywriting, o texto é direcionado para a conversão dos leads, então é fundamental conhecer bem quais são os perfis de cliente da sua imobiliária e os gatilhos mentais que funcionam com esse público – assim, é possível utilizar linguagem direcionada a ele, a fim de gerar engajamento.

Entenda como essa estratégia de marketing pode aumentar as vendas da sua imobiliária

O copywriting imobiliário pode ser usado para criar anúncios criativos de imóveis. Em vez de apenas descrever o local (como localização e quantidade de quartos), é possível criar uma história cativante, que alcance a dor do lead. Com isso, a propaganda deve ser voltada para apresentar a solução desse problema.

Para ajudar você a entender melhor, vamos dar outro exemplo. Digamos que um e-book sobre como fazer um planejamento financeiro para comprar o primeiro apartamento seja veiculado em uma landing page no site da sua imobiliária.

Um título sem copywriting poderia ser: “Dicas de planejamento financeiro para comprar o seu primeiro apartamento”.

Por outro lado, caso tenha interesse em atrair mais clientes, seria interessante escrever: “Está difícil se planejar para sair do aluguel? Saiba como organizar as contas para comprar o seu próprio apartamento.”.

O segundo título levou em conta as dores de um perfil de cliente que paga aluguel e tem dificuldades para ajustar a vida financeira. Dessa maneira, há mais chances de o seu cliente baixar o conteúdo e seguir pelo funil de vendas da sua estratégia de marketing, até mesmo de fechar negócio.

Anúncios

6 dicas de como fazer um bom copywriting imobiliário

Para ter sucesso na aplicação do copywriting imobiliário é preciso entender os principais passos dessa estratégia.

Entenda melhor nos próximos tópicos como usar o copywriting para criar conteúdo de publicidade imobiliária.

1 – Defina o público-alvo e a persona

É necessário pensar no tipo de cliente que você pretende atingir na hora de criar um material publicitário. Desse modo, o texto para redes sociais sobre a locação de um imóvel de luxo não é o mesmo que o usado para divulgar informações sobre um apartamento popular, por exemplo.

Isso porque os hábitos e as necessidades dos clientes dessas duas opções de imóveis são diferentes. Por isso, na hora de criar estratégias de marketing (e conteúdo) é preciso direcioná-las para o público-alvo, que é um grupo de consumidores com características em comum e interesse no que a empresa oferece.

Já a persona é um perfil fictício que representa o cliente ideal da empresa; nesse caso, da imobiliária. Ele é criado com base em dados e comportamento reais, e tem informações bem detalhadas, como idade, classe social, rotina, gostos pessoais, entre outros.

Sendo assim, direcione esforços para a definição do público-alvo e da persona da imobiliária para criar conteúdos certeiros.

2 – Aponte os problemas e as soluções

Já sabemos que para produzir um texto persuasivo para o mercado imobiliário é importante entender as dores dos clientes. Para isso, uma das formas é analisar os canais digitais mais usados por eles, a fim de conhecer seus objetivos, seus sonhos e suas principais dificuldades, e usá-los nos materiais publicitários e promocionais.

Igualmente, tente responder o que a sua empresa oferece como solução para as dores desse perfil de cliente. Caso esteja vendendo um empreendimento com espaço de coworkingexplore como esse ambiente pode ser importante para trazer qualidade de vida e oportunidade de socialização para quem trabalha em home office.

3 – Use números e dados

Um dos pontos que os clientes podem avaliar antes de decidir por uma imobiliária para fechar negócio é a credibilidade. Sendo assim, esse é o momento de valorizar as conquistas do seu negócio e mostrar os resultados alcançados.

Por isso, você pode destacar números como o tempo que a sua empresa tem no mercado e o número de unidades que foram negociadas em um certo período de tempo. Do mesmo modo, ao elencar as vantagens de um imóvel, é possível citar a distância da propriedade em relação a um shopping ou a uma avenida central da cidade.

4 – Vá direto ao ponto e seja simples

A objetividade é mais uma característica fundamental para um bom copywriting; por isso, evite o uso de adjetivos que podem empobrecer o texto. Em vez disso, foque nas vantagens dos imóveis do seu catálogo.

Por exemplo, você pode trocar “imóvel com varanda imperdível” por “imóvel com varanda a 300 metros da praia”.

5 – Evite chamadas comuns

É interessante ser criativo para atrair a atenção da audiência. Por isso, evite usar as chamadas mais comuns do mercado imobiliário. Aproveite o material para mostrar a personalidade da sua empresa e estabelecer uma conexão real com seus clientes.

Nesse ponto, vale a pena apostar na técnica de storytelling, que envolve contar histórias de um jeito envolvente. Com isso, você gera conexão com os clientes da imobiliária, o que aumenta as chances de vendas.

6 – Utilize Call to Action

Outro ponto importante para o copywriting imobiliário é o Call to Action, que pode ser traduzido como chamada para ação e induz o cliente a realizar alguma ação. Essa ferramenta pode ser usada nos conteúdos do seu site, por exemplo, e deve guiar o cliente para a próxima etapa do funil de vendas.

Por isso, é essencial alinhar essa chamada com o objetivo do seu conteúdo. Dessa forma, o CTA pode convidar o leitor para várias ações, como seguir o perfil da sua imobiliária nas redes sociais, entrar em contato, assinar a newsletter e agendar uma visita a um imóvel, entre outros.

Agora que você entendeu melhor a importância do copywriting imobiliário, coloque as dicas em prática.

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.