Letra de crédito imobiliário (LCI): o que é, e como funciona

Compartilhar a notícia

14 de dezembro de 2021

Autor Time Loft
Atualizado: 28 de junho de 2022 7 min de leitura
letra-de-credito-imobiliario

A letra de crédito imobiliário (LCI) é um dos investimentos em renda fixa mais populares no Brasil. O motivo? Ela te permite saber exatamente o quanto você ganha assim que investe, não cobra imposto de renda sobre aquilo que você tem de rentabilidade e oferece segurança porque te cobre em caso de qualquer problema. Dentre as diferentes possibilidades de investir no setor imobiliário, é a opção mais previsível e tranquila de todas.

Nesse artigo, a gente te mostra o que e como funciona a letra de crédito imobiliário, quanto a LCI rende em comparação a outros investimentos e em que situações ela pode valer a pena para o investidor.

O que é uma letra de crédito? E letra de crédito imobiliário?

Muita gente que começa a se aventurar pelo mundo dos investimentos se pergunta, ao começar a explorar a renda fixa, o que é uma letra de crédito. De forma resumida, letras de crédito são títulos de renda fixa (aquela que tem uma rentabilidade garantida quando é investida) que são emitidos por bancos e instituições financeiras para financiar suas atividades - e pagando juros ao investidor em troca. 

As letras de crédito mais conhecidas no mercado, e que cresceram bastante no gosto do brasileiro por serem investimentos onde não se cobra imposto de renda, são as LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e as LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio). Como dá para imaginar, a primeira é emitida para captar recursos para estimular o setor imobiliário, enquanto a segunda, para o agronegócio.

Esses investimentos, assim como outros produtos em renda fixa, são contratados pelo investidor já com prazo de vencimento (ou seja, quando você recebe de volta o dinheiro com os juros ganhos), pagando melhor quando você mantém o investimento por mais tempo. Geralmente têm rentabilidade pré-fixada (você sabe exatamente o quanto vai render) ou pós-fixada: ou seja, baseadas em um indexador (um índice) mais uma taxa.

Quando se contrata uma LCI ou uma LCA pós-fixada, a rentabilidade oferecida é atrelada ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário, que acompanha a taxa básica de juros Selic) + taxa ou o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, que mede a inflação) + taxa. Elas também podem ser híbridas (mistas), rendendo um pouco de cada indexador.

Agora que a gente viu o que são as letras de crédito, vamos mostrar as diferenças entre a LCI e a LCA.

O que é diferente entre LCI e LCA

O que é comum à LCI e à LCA é o que elas oferecem em termos de investimento (veja algumas opções): alternativas seguras e previsíveis de investimento em renda fixa, livres de imposto de renda e com cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que te cobrirá em caso de inadimplência do emissor (falência, por exemplo). As duas também são independentes em relação à Bolsa de Valores: o que você investe nelas não flutua. 

É claro, no entanto, que existem algumas diferenças mais claras entre elas. Vamos ver aqui o que é típico na LCI e na LCA:

A LCI é uma fonte de captação de recursos para o setor imobiliário porque atrai investidores que acabam aplicando dinheiro em títulos de crédito imobiliário - como operações como financiamentos, empréstimos e alienação fiduciária. Ela é emitida por bancos, sociedades de crédito imobiliário, associações de poupança e empréstimo e companhias hipotecárias. Geralmente, paga com base em uma taxa pré ou pós-fixada.

Já a LCA capta recursos para a cadeia do agronegócio - ajudando a financiar produtores rurais, cooperativas e diferentes setores da agropecuária. Embora ela também seja emitida por bancos comerciais, também tem emissão por instituições financeiras agrícolas e rurais. O lastro (garantia) dela vem de notas promissórias rurais, cédulas de crédito agropecuário e contratos do setor, por exemplo. A LCA também pode ter rendimento híbrido (misto).

&feature=youtu.be
Descomplicando algumas siglas do mercado financeiro.

Quanto rende investir em LCI? Como funciona?

O investimento em LCI é simples: você acessa seu banco ou sua corretora de investimento e tem sempre opções de LCIs para investir por conta própria ou com apoio de um gerente. É mais comum que você encontre, nas LCIs, títulos com rentabilidade atrelada ao CDI: ou seja pagando um percentual do CDI no momento do resgate. Os valores mínimos para investir nela costumam ser a partir de R$ 1.000.

Normalmente, o resgate acontece no vencimento (ou seja, só consegue a rentabilidade pretendida, sem riscos, se tirar o dinheiro no prazo que você comprou sua LCI), mas também há títulos que, depois de um determinado tempo de investimento feito, oferecem liquidez diária (ou seja, que podem retirar sem perder a rentabilidade).

Para estimar quanto rende uma LCI, fica muito mais fácil calcular do que seria se você investisse, por exemplo, em CDBs ou títulos do tesouro. Para estimular o setor estratégico da economia que é o setor imobiliário, o governo mantém a LCI isenta de imposto de renda e de Imposto sobre Operações Financeiras (o IOF): então aquilo que você vê na oferta de investimento em seu banco ou corretora é o que você de fato vai receber.

Na prática, o valor de quanto rende uma LCI pode ser até mais baixo que o de um CDB ou outro papel de renda fixa ou do Tesouro Direto - no entanto, como esses investimentos têm cobrança de imposto de renda, vale calcular o quanto o Leão come. Uma possibilidade é usar comparadores de rentabilidade de investimento em renda fixa.

Ou seja: a LCI é uma opção segura e previsível para quem quer investir e renda fixa não quer se arriscar com a flutuação do seu dinheiro, mesmo que não renda tanto. Ah, outra forma de investir no setor imobiliário com sua corretora ou banco (mas na renda variável que é encontrada na Bolsa de Valores) é ir nos fundos imobiliários. Eles pagam rendimentos (dividendos) mensais e financiam diferentes tipos de imóveis ou de papéis imobiliários.

Investir em imóveis pode ser um ótimo negócio para você

Montar uma carteira de investimentos cuidadosa e diversificada te dá mais segurança e possibilidades de conseguir uma boa renda no futuro. Afinal, pouco a pouco você constrói oportunidades de dar um salto maior - como, por exemplo, se preparar e arranjar seu imóvel próprio! Nada melhor que ficar livre do aluguel, não? 

Seja para investir em apês ou para morar neles, a Loft tem a opção ideal para o seu bolso. Comprando com a gente, você tem direito a uma assessoria de financiamento imobiliário totalmente dedicada a você, com consultores experientes no mercado. 

Nossa equipe especializada te ajuda de pertinho a escolher o banco que oferece as melhores condições de crédito para o seu perfil e trata de toda a burocracia diretamente com o banco. Você nem precisa sair de casa ou se preocupar com a papelada. E a melhor notícia é que essa assistência é toda gratuita e pensada no que você prefere e escolhe! 

Conheça nosso portfólio e compre seu apê dos sonhos com a Loft!

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde! Caso necessite de mais informações sobre a Loft ou sobre parcerias, entre em contato pelo e-mail imprensa@loft.com.br que responderemos você rapidinho.

Veja também

parede cobogo porta ar condicionado

Morar com estilo

30 de junho de 2022

Cobogó: o que é e como deixar sua casa mais iluminada e decorada

o que é a matrícula de um imóvel - chave pendurada em uma fechadura - foto: Shutterstock

Mercado imobiliário

30 de junho de 2022

O que é matrícula do imóvel e por que saber disso pode livrar de fraudes

LofTV

29 de junho de 2022

Quadra de beach tennis em condomínios: benefício real ou modinha?

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.