Startup Loft intensifica cerco a fraudes no imobiliário

Compartilhar a notícia

23 de maio de 2023

Atualizado: 21 de julho de 2023 3 min de leitura
o-que-e-hipoteca-de-imóvel-e-como-funciona

O Grupo Loft, startup do mercado imobiliário que usa tecnologia para facilitar a compra, a venda, o financiamento e o aluguel sem fiador de imóveis, está intensificando o cerco a fraudes em seu setor de atuação. A proptech criou um sistema capaz de identificar quando um corretor ou uma pessoa interessada na compra de uma casa ou apartamento tenta “burlar” o pagamento da corretagem – e recuperar esse valor. 

O sistema antifraude da empresa cruza dados de visitas aos imóveis anunciados em sua plataforma e de transações de compra e venda registradas em cartórios para mapear possíveis casos da prática, também conhecida como bypass ou chapéu, e conta, agora, com um canal de denúncias.

“Esse novo canal, aberto a todos – colaboradores, clientes e parceiros -, irá nos ajudar a identificar com mais efetividade casos de desvio de clientela e a levar mais transparência para o mercado”, afirma João Melhado, Diretor de Compliance e Políticas Públicas da Loft.

O executivo conta que a ideia de criar um canal que pudesse ser usado também por pessoas externas surgiu após conversas com corretores e imobiliárias. “Estamos sempre mapeando oportunidades de gerar valor para nossos parceiros e sabemos que a segurança é um dos elementos mais importantes das operações compartilhadas. Esse novo recurso adiciona uma camada extra de segurança ao nosso ecossistema, pois o parceiro sabe que pode contar conosco para identificar casos de práticas desleais e tomar as medidas legais cabíveis.” 

Um exemplo de ato irregular que o novo canal poderá analisar é o agendamento, por parte de um parceiro, de visitas em imóveis anunciados no marketplace da startup com o objetivo de captar os dados do vendedor para utilização fora da plataforma. 

“Todas as informações recebidas serão analisadas pelo time de Compliance. Em caso de suspeita de prática indevida, o time de prevenção a fraudes será acionado para realizar uma investigação. Caso fique comprovada a violação das regras de parceria ou uso da plataforma, a pessoa será descadastrada e não terá mais acesso ao nosso portfólio”, explica Melhado. 

Para garantir a segurança de quem faz uma denúncia pelo canal, a Loft optou por utilizar uma plataforma externa para armazenar as informações e tratativas. As comunicações podem ser feitas online (https://loft.com.br/institucional/portal-de-denuncias) ou por telefone. Não é obrigatório que a pessoa se identifique. 

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.