Qual a diferença entre área total e área construída? Entenda

Compartilhar a notícia

Por conta disso, há um intuito de assegurar a qualidade da negociação, foram criadas várias normas de edificação com base na ABNT.

04 de janeiro de 2024

Autor Time Loft
Atualizado: 04 de janeiro de 2024 5 min de leitura
incorporadora-obra-construcao

A diferença entre área total e área construída é um dos temas de maior dúvida entre o público que quer construir algo ou procura um imóvel para alugar ou comprar.

Esses termos causam dúvidas e até confusões, pois quem não é pleno conhecedor do tema não sabe se é considerada apenas a área com alguma construção em cima, se os andares entram na conta ou se é a área total do terreno.

E existem diferenças básicas de conceito entre a área construída e a área útil ou até mesmo a área total do empreendimento. Como nos processos legais de aprovação do projeto na prefeitura, é necessário que as informações das áreas da edificação estejam calculadas e discriminadas nas pranchas.

Vamos falar um pouco sobre as principais áreas da edificação, mostrando o conceito de cada área e como essas informações podem ser úteis na hora de escolher o seu próximo imóvel.

Tipos de áreas de edificação

Não há como o consumidor ter plena confiança em algo que não tem todas as informações completas e expostas, não é mesmo? Ainda mais quando estamos falando de um imóvel que é algo tão valioso.

Por mais irrisório que possa ser, a área total e as outras metrificações são informações que os clientes levam muito em consideração. 

Pensando nisso, vamos te ajudar a entender isso melhor!

Área total

Todo empreendimento – seja um apartamento dentro de um condomínio ou não – possui uma fração da área comum. 

A área total de um imóvel, corresponde à área privativa somada a fração da área comum que é dividida entre todas as unidades. Resumindo, a área total de uma edificação, como o próprio nome já diz, é o total das áreas da mesma.

Em alguns casos essa definição até gera uma confusão: alguns empreendimentos apresentam um imóvel com a sua área total, e não com a sua área privativa.

Isso torna confuso o entendimento, pois a área total é sempre maior que a privativa, e o espaço privado a que cada um irá usufruir, na prática, é menor do que o esperado.

Anúncios

Como é calculada a área total?

O cálculo é o seguinte: a soma da área útil + garagem + varanda + paredes + terreno ou área de uso comum. Vale lembrar que a área total sempre é maior que a área útil.

Ah, se você está interessado em financiar um imóvel, temos um guia perfeito para te ajudar com isso!

Área construída

De modo sucinto, a área construída é tudo que está sob um teto e tenha passado por alguma intervenção. E nessa definição também está considerada a espessura das paredes, por exemplo.

Um exemplo: se uma sala tem 20 m2, e a espessura dos blocos que compõem a parede é de 15 cm, eles também entram no cálculo.

Outro ponto importante para salientar é a diferença entre os conceitos de área construída e área útil. No segundo caso, não são contadas as espessuras dos blocos de concreto, mas sim o espaço construído, do piso. A área útil também é conhecida como “área de vassoura”, já que é por onde ela passa — assim como as pessoas.

Como é calculada a área construída?

De modo bem simples, a área construída é a soma da área total com todos os pavimentos de uma edificação. Ou seja, quanto mais pavimentos uma edificação possuir, maior será a sua área construída.

Os 5 tipos de áreas existentes – área total, área privativa, área construída, área ocupada e área comum – compõem todos os tipos de área de uma edificação, no entanto, podemos ainda falar sobre alguns índices importantes que envolvem o terreno como um todo.

Outros tipos de áreas utilizadas para definir um imóvel

Mesmo que a área total e a área construída sejam termos mais conhecidos para determinar o espaço de um imóvel, não é incomum nos depararmos com outros termos complementares.

Relembrando, como vimos anteriormente, a área total corresponde à soma da área útil + garagem + varanda + paredes + terreno ou área de uso comum. Já a área construída corresponde à soma da área total com todos os pavimentos de uma edificação

Também é possível se deparar com o termo área comum, que como vimos na área equivalente, representa os espaços que podem ser utilizados por todos os moradores do condomínio, isso é, hall de entrada, elevadores, escadas, garagem, academia, salão de festa, piscina, entre outros. 

Já o termo área útil costuma aparecer no projeto de interiores do imóvel. Essa classificação corresponde a todo e qualquer espaço que pode ser mobiliado e decorado pelo proprietário como quarto, sala e cozinha. 

Popularmente o termo é conhecido como área de vassoura. Diferentemente da área real, essa medida não leva em consideração paredes e pilares, que costumam corresponder a 10% do imóvel. 

Padronização das áreas

Todo o conceito de áreas é feito através de uma composição regida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e serve como referência e padronização.

Não é possível determinar, por exemplo, se um apartamento de 3 dormitórios é maior que um de 2 dormitórios, sem saber a área do imóvel. Apartamentos antigos costumam ser maiores, mas também não é uma regra.

Por conta disso, há um intuito de assegurar a qualidade da negociação, foram criadas várias normas de edificação com base na ABNT.

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.