Bairros seguros em SP: conheça 7 opções para viver com tranquilidade

Compartilhar a notícia

05 de julho de 2020

Autor Time Loft
Atualizado: 24 de junho de 2022 7 min de leitura
bairros-mais-seguros-de- SP

Confira os Distritos Policiais (e seus bairros) com menores índices de crimes violentos e dicas úteis para avaliar imóveis para morar.

A cidade de São Paulo tem tamanho, orçamento e população maiores que vários países. Dentro dessa megalópole brasileira, é compreensível que a segurança esteja entre as maiores preocupações na hora de escolher um bairro para morar, certo?

Os bairros mais seguros de SP, de acordo com seus distritos policiais

O Instituto Sou da Paz conduz análises com os dados das Secretarias de Segurança Pública estaduais para criar os Índices de Exposição aos Crimes Violentos, conhecidos pela sigla IECVs. O cálculo leva em conta três dimensões (crimes contra a vida, crimes contra a dignidade sexual e crimes patrimoniais) e cada componente (tipo de crime) tem um peso diferente. 

O IECV de 2020, disponível gratuitamente, traz informações e índices relacionados a diversos municípios brasileiros. No caso da capital paulista, há também um ranking com os 5 maiores (menos seguros) e os 5 menores (mais seguros) IECVs da cidade, de acordo com dados de seus Distritos/Delegacias Policiais (DPs). 

Em 2020, as DPs de Pari, Parelheiros, Guaianazes, Brás e Itaquera apresentaram, respectivamente, os maiores índices de exposição a crimes violentos. Os indices referentes ao ano de 2021 ainda não estão disponíveis para análise.

No outro extremo estão os menores índices da cidade, ou seja, aqueles que representam distritos policiais (e, consequentemente, bairros) bons de São Paulo em termos de segurança. São eles:

  1. DP Vila Mariana (3,56) 
  2. DP Vila Formosa (3,85) 
  3. DP Monções (3,87)  
  4. DP Ipiranga (3,97) 
  5. DP Cambuci (4,15)

Como se vê, esses distritos policiais com índices baixos não se concentram em apenas uma região da cidade e são bem distribuídos pelo território municipal. Além disso, segundo a análise do Instituto Sou da Paz, todos eles apresentaram uma redução generalizada na criminalidade no período entre 2014 e 2020. 

(Quer uma lista completa de Distritos Policiais por região? Clique aqui.)

Zona Sul de SP

O Distrito Vila Mariana, onde fica o DP Vila Mariana (IECV 3,56/2020), inclui os seguintes bairros: Vila Mariana, Vila Clementino, Paraíso, Chácara do Castelo, Chácara Klabin, Jardim Vila Mariana, Conjunto dos Bancários, Jardim Aurélia, Jardim da Glória, Jardim Lutfalla, Vila Afonso Celso e Bosque da Saúde (parcialmente).


Apartamento à venda na Rua Caravelas, na Vila Mariana

Já o Distrito Ipiranga, onde fica o DP Ipiranga (IECV 3,97/2020), tem os bairros: Alto do Ipiranga, Dom Pedro I, Ipiranga, Vila Carioca, Vila Eulália, Vila Independência, Vila Monumento e Vila São José.

Apartamento à venda na Avenida Doutor Gentil de Moura, no Ipiranga

Zona Leste de SP

O Distrito Vila Formosa, onde fica o DP Vila Formosa (IECV 3,85/2020), abarca os seguintes bairros: Capão do Embira, Chácara Belenzinho, Jardim Anália Franco, Jardim Iara, Jardim Têxtil (parcialmente), Parque Cruzeiro do Sul, Vila Antonina, Vila Araci, Vila Cruzeiro, Vila Formosa, Vila Guarani, Vila Mafra, Vila Matias e Vila Olinda.

Apartamento à venda na Rua Alonso Calhamares, na Vila Formosa

Zona Oeste de SP

O Distrito Itaim Bibi, onde fica o DP Monções (IECV 3,87/2020), tem os seguintes bairros: Jardim Das Acácias, Brooklin, Brooklin Novo, Brooklin Paulista, Vila Cordeiro, Jardim Edith, Vila Funchal, Vila Gertrudes, Ibirapuera, Itaim Bibi, Chácara Itaim, Cidade Monções e Vila Olímpia.

Apartamento à venda na Rua Nova York, no Brooklin

Zona Central de SP

Por fim, o Distrito Cambuci, que tem o DP Cambuci (IECV 4,15/2020), inclui três bairros: Cambuci, Vila Deodoro e parte da Mooca. 

Apartamento à venda na Rua Justo Azambuja, no Cambuci

Como avaliar se um bairro é seguro para morar

A lista de bairros que esses distritos/delegacias policiais atendem, como se vê, é bastante longa. Então como verificar se aquele bairro específico ou que aquele pedaço do bairro que você está considerando são de fatos seguros? 

diversas maneiras de abordar a questão. Você pode:

  • Conversar sobre a rotina com amigos e colegas que moram lá
  • Andar pelas ruas de dia e de noite para entender se algo muda
  • Utilizar os dados públicos da Secretaria de Segurança Pública do Estado de SP 
  • Buscar relatórios anuais de instituições que analisam e comparam índices de criminalidade entre bairros ou distritos

Segundo José Elias de Godoy, fundador da Suat, que atua há duas décadas com segurança condominial, é importante conduzir a análise conjuntural do bairro com base em dados da(s) Delegacia(s) de Polícia da área. “Escolha seis ou sete índices, como homicídio, furto e roubo de veículos e outros, para analisar”, sugere. (Os dados estão disponíveis no site da SSP-SP.)

Alguns pontos de atenção na hora de avaliar os dados resultantes: 

  • Índices acima de 15% são considerados muito altos
  • Bairros com índices baixos variam geograficamente – de Moema ao Parque da Mooca, por exemplo
  • Alguns bairros são tão grandes que possuem mais de uma delegacia para atendê-los. Certifique-se de que está analisando a delegacia correta, ou seja, aquela que atende a rua do imóvel que você está considerando

O que avaliar nas ruas e no prédio?

Quando estiver visitando a região do imóvel pessoalmente, José Elias indica que se avalie:

  • Se a rua é movimentada ou erma
  • Se a rua tem boa iluminação
  • Se a rua é rota de viaturas da polícia

Em seguida, entra a segunda análise importante: do prédio. Comece pela entrada: observe quantos portões há, se a guarita é blindada e quais são os tipos de controle de acesso, como presença de câmeras e interfones.

José Elias, que hoje atende dois condomínios assaltados por semana, explica que 90% das ocorrências acontecem pela porta da frente, a maioria devido a falha nos procedimentos de segurança por parte dos funcionários.

Mas o morador também tem sua função. “A segurança no condomínio tem três aspectos: a parte física, o investimento no funcionário e a conscientização do morador, que precisa seguir as regras e normas. Ao fechar esses três lados do triângulo, você consegue um grau maior de segurança.” 

De forma geral, os bairros mais procurados para se morar em São Paulo são considerados bons por uma série de motivos, como:

  • Presença de áreas verdes
  • Malha de transporte público bem estabelecida
  • Opções diversificadas de lazer e compras
  • Infraestrutura completa 
  • Claro, oferecem mais segurança

Mas vale lembrar que, em uma cidade com 12 milhões de pessoas, não existe um lugar em que absolutamente nada acontece. “No mundo inteiro, na verdade, não existe 100% de segurança”, diz José Elias. Com essas informações, pelo menos, você conseguirá fazer escolhas 100% conscientes. 

Leia também: Você sabe (mesmo) quais fatores pesam na sua taxa de condomínio?

Encontre apês nos bairros mais seguros de SP com a Loft!

A Loft já atua em toda a cidade de São Paulo, seja ao comprar apartamentos para venda ou ao vender apartamentos verificados de terceiros. E, em ambos os casos, há todo um time jurídico para garantir que está tudo certo!

No site, você encontrará diversas oportunidades nos bairros citados neste artigo, além de ter acesso a uma equipe disponível para ajudá-lo em todas as etapas do processo de compra e venda. 

Se a segurança é sua preocupação principal, você pode filtrar suas buscas por bairros específicos e também por comodidades específicas, como portaria 24h. Quer ir mais a fundo nas características? Entre em contato com a Loft, explique o que você procura (talvez profissionais de segurança nas portas ou câmeras de segurança acessíveis remotamente?) e um especialista encontrará o imóvel ideal!

Como vimos ao longo deste post, é possível mitigar os riscos inerentes a viver em uma cidade do porte de São Paulo de diversas formas, especialmente ao buscar pelos bairros mais seguros de SP – e a Loft te ajuda a encontrar a melhor opção em cada um deles.Encontre seu novo lar e sinta-se seguro em São Paulo!

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde! Caso necessite de mais informações sobre a Loft ou sobre parcerias, entre em contato pelo e-mail imprensa@loft.com.br que responderemos você rapidinho.

Veja também

bebe tapete brinquedoteca

Morar com estilo

28 de junho de 2022

Como adaptar o lar para a chegada de um filho

sala estar sofa tapete planta

Morar com estilo

28 de junho de 2022

Casa aconchegante: a decoração deste apartamento é baseada no estilo comfy

sala estar sofa verde janela sacada

Mercado imobiliário

27 de junho de 2022

Home Staging: o que é e como isso ajuda a vender seu imóvel mais rápido

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.