Saiba o que é CDI e suas vantagens

Compartilhar a notícia

Saiba o que é CDI, sua importância, rendimento, cálculo e mais. Conheça esse termo bem comum no mercado financeiro!

10 de janeiro de 2024

Autor Time Loft
Atualizado: 10 de janeiro de 2024 6 min de leitura
retorno-de-investimento

Quando começamos a procurar informações sobre economia e investimentos, nos deparamos com diversas siglas do setor financeiro que não sabemos o significado. Uma que aparece constantemente é o CDI, uma taxa muito importante para quem quer começar a investir.

Se você não sabe para quê serve essa taxa, quer entender o que é e quais são seus benefícios, você está no lugar certo!

O que é o CDI?

Certificado de Depósito Interbancário ou CDI, é uma taxa de juros utilizada nos empréstimos entre os bancos para regular suas finanças internas. Ele é usado como principal índice dos investimentos de renda fixa.

Ele serve para proteger os clientes e evitar que as instituições tenham problemas no setor financeiro.

Como funciona o CDI?

O Banco Central determina que os bancos devem encerrar todos os dias com saldo positivo, mas isso nem sempre é possível. Quando o balanço é negativo, as instituições financeiras recorrem a empréstimos para cobrir essa diferença e não encerrarem o dia com saldo abaixo de zero.

O dinheiro emprestado vêm de outros bancos, que recebem juros por esse tipo de transação. Estes juros são calculados pela taxa CDI. Por isso, ele é classificado como uma taxa de juros do mercado financeiro.

Essa transação entre os bancos tem um prazo de devolução curto, durando apenas um dia.

Anúncios

Qual a vantagem do CDI?

As vantagens de ter rendimento CDI é que os riscos podem ser amenizados pelo equilíbrio das cotações e suas taxas não mudam bruscamente. Esses rendimentos são uma boa maneira de balancear a carteira de investimento.

Quem determina o CDI?

O CDI é determinado pelo Banco Central, por meio do seu Comitê de Política Monetária, o Copom.

O Banco Central exige que os bancos encerrem o expediente com o saldo positivo de caixa. No entanto, nem sempre isso acontece. Já que o volume de depósitos pode ter sido menor que o volume de retiradas.

Essa é a razão da existência do Certificado de Depósito Interbancário, que é a regulação do sistema financeiro. É uma medida que assegura que o sistema financeiro seja estável.

Como calcular o CDI?

Calcular qual a rentabilidade de um investimento atrelado à taxa CDI é bem simples, basta saber:

  • O índice acumulado no período desejado  
  • O percentual pago pela aplicação
  • Multiplicar esses valores para descobrir a rentabilidade obtida.

Por exemplo: imagine um CDB que rende 130% do CDI. Isso significa que ele terá um retorno de 30% além da taxa do CDI. 

Se o CDI estiver em 11,65% ao ano, basta multiplicá-lo pelo percentual da aplicação. Transformar a rentabilidade em número decimal fica mais fácil para calcular:

1,3 x 11,65 = 15,14.

Portanto, o investimento renderá 15,55% em um ano.

O que significa render 100% do CDI?

Quando se afirma render 100% do CDI, significa que aquele investimento terá o mesmo rendimento do CDI durante o período em que ficar aplicado. 

Se o CDI foi de 3,45 %, o dinheiro renderá os mesmos 3,45% pelo mesmo período. Porém, esse valor é atrelado à taxa Selic, que pode sofrer variações. Ou seja, o valor do rendimento pode mudar de acordo com essas variações.

E vale lembrar que muitos destes investimentos podem ter incidência de impostos sobre o rendimento.

Qual a relação entre CDI e Selic?

Sabemos que o CDI é a taxa que as instituições financeiras pagam umas às outras quando fazem empréstimo, enquanto a taxa Selic é o juros pago aos bancos por títulos do governo, uma taxa atrelada à dívida pública dos país.

Apesar das suas taxas serem diferentes, ambas são indexadoras de investimento e podem ser usadas para determinar rendimentos de renda fixa. O CDI tem o seu valor atrelado à taxa Selic, por isso os valores permanecem alinhados e quando uma é ajustada, logo a outra se regula aos novos valores. 

Qual é o valor do CDI?

O valor atual do CDI é de 13,65% ao ano. Caso pense investir hoje em uma aplicação que paga 100% do CDI e a taxa não mudar pelos próximos 12 meses, você vai receber 13,65% de juros ao final do período.

Porque investir no CDI?

Pessoa física não pode investir no CDI, já que ele não é um produto de investimento, mas um título negociado apenas para o mercado interbancário.

Porém, a taxa serve como referência para diversos investimentos no mercado financeiro, em especial na renda fixa, que tem a rentabilidade de diversos títulos atrelada ao CDI. As aplicações atreladas são:

  • Certificado de Depósito Bancário (CDB)
  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI) 
  • Letra de Crédito do Agrícola (LCA)
  • Letra de Câmbio (LC)
  • Letra Financeira (LF)

Além, dessas aplicações de taxas relacionadas ao CDI existem outras siglas que estão relacionadas ao ramo do investimento.

O maior atrativo de investir em renda fixa é a segurança, podemos mensurar o retorno do investimento assim que fazemos a aplicação. Nela, existe uma maior previsibilidade do valor acumulado no vencimento.

É seguro investir em CDI?

Sim, investir em aplicações atreladas ao CDI é uma forma confiável de ter rendimento, pois são investimentos conservadores que permitem que seu dinheiro renda juros. Essas aplicações oferecem volatilidade menor e risco mais baixo.

Quanto rende o CDI em relação a poupança?

Quando vamos escolher um tipo de investimento, o ideal é verificarmos qual pode render mais. Outro fator importante é que devemos prezar pela segurança e calcular o risco ao guardar uma quantia. Com ele, você pode ter um ganho maior e ter o seu dinheiro protegido.

A poupança, um dos investimentos preferidos dos brasileiros, vem perdendo espaço entre os investidores. Ela é reconhecida como uma aplicação com baixo risco e alta liquidez, mas, se comparada com outras aplicações em Renda Fixa, a rentabilidade é baixa.

Isso acontece porque a poupança rende em geral o equivalente a 70% da taxa Selic + taxa de referência (TR). Quando a taxa Selic está baixa, a rentabilidade anual da poupança chega a perder para a inflação. Por isso, está se tornando menos vantajosa para quem não necessita retirar o dinheiro em um curto prazo.

Hoje, a poupança rende cerca de 6,3% ao ano. Esse valor está abaixo do CDI, já que sua taxa é de 13,65% ao ano.

Qual é a regra do CDI?

Todos os bancos brasileiros devem seguir a regra do CDI. Como citado, essa regra só existe por causa do Banco Central que determinou que todos os bancos precisam terminar o dia com um saldo positivo para proteger o sistema financeiro do Brasil.   

Agora que você já conhece o CDI e sabe como investir em taxas atreladas a ele, você pode garantir o crescimento do seu patrimônio.

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Veja também

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.