Curitiba é a capital da região Sul onde o crédito com garantia de imóvel mais cresce

Compartilhar a notícia

Curitiba lidera com aumento de 242% em contratos de home equity em 2023. Menores taxas e juros atraem proprietários para essa opção de empréstimo imobiliário.

17 de janeiro de 2024

Atualizado: 17 de janeiro de 2024 2 min de leitura

O nome pode até não soar familiar. Mas o home equity, ou crédito com garantia de imóvel, vem se popularizando entre os proprietários de casas e apartamentos da capital. De acordo com levantamento realizado pela maior plataforma de crédito imobiliário do Brasil, a Credihome by Loft, Curitiba teve um aumento de 242% no número de contratos de home equity aprovados em 2023. A alta é a maior entre as capitais da região Sul. Em volume de crédito concedido (valor das concessões), a variação anual foi ainda maior, de 396%. 

“O crédito com garantia de imóvel ainda não é totalmente difundido porque muitas pessoas simplesmente não conhecem essa opção, que oferece condições mais vantajosas e juros mais atrativos do que outras modalidades de empréstimo. Mas esse cenário vem mudando ano a ano e vemos isso refletido nos números. A opção tem dado sinais de que começa a cair no gosto do brasileiro”, explica Carlos Nogueira, Diretor da Credihome by Loft.

A modalidade tem atualmente a menor taxa de juros do mercado. 

“Trata-se de uma linha de crédito livre com taxas muito menores, principalmente quando comparada ao crédito pessoal, que é o tipo de empréstimo mais comum no Brasil. Isso porque o banco ou instituição financeira consegue garantir juros mais baixos quando tem um bem, no caso o imóvel, cedido em garantia. Se o risco assumido pelo banco ou instituição financeira é menor, consequentemente, os juros também são”, afirma Nogueira.

De acordo com a fintech, a taxa de juros do Home Equity gira em torno de 11,4% ao ano, enquanto a taxa de juros do crédito pessoal chega a 119% ao ano. “O prazo para quitação do empréstimo também tende a ser mais longo do que em outras modalidades, podendo chegar a 240 meses (20 anos). No crédito pessoal, por exemplo, o prazo costuma ser de 60 meses (5 anos)”, completa o executivo.

Variação do número de contratos de Home Equity aprovados, em %

CidadeVariação 2022-2023
Curitiba242%
Florianópolis225%
Porto Alegre100%
Fonte: Loft

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.