Qual é o custo de vida no Rio de Janeiro? Saiba mais

Compartilhar a notícia

Você já analisou o custo de vida do Rio de Janeiro? Veja se as despesas médias na cidade maravilhosa estão dentro das suas expectativas!

20 de dezembro de 2023

Autor Time Loft
Atualizado: 20 de dezembro de 2023 6 min de leitura
Qual o custo de vida no Rio de Janeiro - Saiba mais

O Rio de Janeiro é uma cidade que chama a atenção por suas belezas naturais e diversos outros fatores. Por isso, muitas pessoas não buscam apenas visitar a metrópole, mas sim morar nela e aproveitar a rotina carioca.

Mas antes de tomar essa decisão, é fundamental saber qual o custo de vida do Rio de Janeiro. Afinal, é indispensável ter um bom planejamento financeiro para evitar ter um impacto maior nas finanças — mesmo se você estiver apenas visitando o município, concorda?

Então continue a leitura deste artigo e veja qual o custo de vida do Rio de Janeiro!

Quais as médias de custos no Rio de Janeiro? 

Em uma metrópole como o Rio de Janeiro, as suas despesas podem mudar diante de diversos fatores, desde o bairro que você ficará até seu estilo de vida. 

A seguir, veja quais são as médias dos principais custos da rotina de uma pessoa!

Moradia  

O primeiro ponto que você deve avaliar é a moradia. As áreas com o metro quadrado mais caro do Rio de Janeiro ficam na Zona Sul da cidade. Bairros como Leblon, Ipanema e Copacabana lideram a lista de preços mais altos.

Desse modo, o custo de vida nessas regiões tende a ser mais caro se comparado a outros pontos da capital. Isso se dá especialmente por conta das praias famosas, dos restaurantes e dos pontos turísticos que embelezam o cenário. 

Os custos com condomínio devem ser outro fator para você analisar. A pesquisa da Loft Dados identificou que a média mensal da taxa de condomínio para um apartamento de 150m² no Leblon, por exemplo, é de R$ 2.280. 

Já na Barra da Tijuca, que fica na Zona Oeste, a média é R$ 2.145. A pesquisa revelou que o Rio de Janeiro apresenta uma média de R$ 11,24 por metro quadrado em relação à taxa de condomínio. Logo, se você considerar um apartamento de 150m², o custo mensal do condomínio seria de R$ 1.686.

Anúncios

Transporte 

A mobilidade é outro ponto fundamental em sua análise. Em termos de transporte público, a passagem de ônibus no Rio de Janeiro tende a ser mais barata que em outras metrópoles brasileiras, sendo de R$ 4,30 em 2023.

Outras tarifas vigentes no ano, conforme levantamento do Riocard, eram:

  • BRT (ônibus de trânsito rápido): R$ 4,30;
  • VLT (veículo leve sobre trilhos): R$ 4,30;
  • Trem: R$ 7,40;
  • Metrô: R$ 6,90;
  • Vans municipais: R$ 4,30.

É importante destacar que esses custos podem mudar para pessoas com o Bilhete Único Carioca e outros sistemas de benefício. Já em relação à gasolina, o preço médio do litro no estado, em setembro de 2023, foi de R$ 5,71 — mais caro que em São Paulo e Minas Gerais.

Alimentação  

De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT), em 2022, o Rio tinha uma das refeições fora de casa mais caras do Brasil. A média para alimentação na capital era de R$ 47,09.

Entretanto, vale destacar que a quantia considera os gastos com vale-refeição. Como em qualquer outra metrópole, as despesas podem mudar de acordo com a localização do restaurante e o que é servido. 

Essa variação também tende a acontecer em mercados e supermercados. Geralmente, aqueles localizados em áreas nobres são mais caros. Além disso, para as feiras mensais, pode ser interessante fazer compras em mercados atacadistas. 

Lazer 

O Rio de Janeiro tem fama de ser uma cidade animada e com vida noturna agitada, o que pode afetar o seu custo de vida. A cidade conta com belezas naturais reconhecidas em todo o mundo e muitas alternativas, como eventos e shows.

Uma pesquisa do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises do Rio de Janeiro (IFec RJ) mostrou que os gastos médios dos visitantes brasileiros com lazer na cidade são de R$ 326 por dia. Mas considere que o montante pode mudar conforme seu estilo de vida, certo?

Vale a pena morar no Rio?

Morar no Rio de Janeiro pode ser uma decisão inteligente para você. Afinal, o segundo maior município do Brasil não é conhecido como cidade maravilhosa à toa. Entre os destaques da capital carioca, estão:

  • cultura e lazer: a cidade tem uma cena cultural rica, com teatros, museus, shows, festivais e eventos. O Rio ainda oferece uma variedade de opções de lazer, como esportes aquáticos, trilhas e muito mais;
  • clima: o Rio possui um clima tropical, com invernos suaves e verões quentes, o que dá a chance de desfrutar de atividades ao ar livre durante a maior parte do ano;
  • oportunidades de trabalho: a economia é variada e pode oferecer vagas de emprego em diversas áreas. 

Contudo, a cidade enfrenta desafios de segurança, com áreas que podem ser mais perigosas do que outras. Ainda, o trânsito pode ser complicado no Rio de Janeiro, e a infraestrutura costuma ser deficiente em determinadas áreas.

Como diminuir o custo de vida morando no Rio de Janeiro? 

Como você viu, o Rio de Janeiro é naturalmente uma cidade com custos elevados. Mas é possível diminuir suas despesas na cidade maravilhosa. 

Confira algumas dicas!

Escolha um bairro mais acessível

O Rio de Janeiro é uma cidade grande e que não se limita à fama dos bairros da Zona Sul — principalmente Leblon, Copacabana e Ipanema. Por isso, uma opção pode ser morar fora da área nobre.

Isso acontece porque os bairros mais famosos da cidade não têm apenas um aluguel elevado. Como são regiões muito turísticas, o custo de vida como um todo tende a aumentar, especialmente quando se inclui restaurantes e outras opções de lazer na rotina. 

Economize com alimentação

Como você viu, os custos com alimentação no Rio de Janeiro podem ser altos. Portanto, uma alternativa é priorizar restaurantes mais simples, que costumam oferecer refeições com preços mais acessíveis.

Além disso, planejar sua alimentação pode ajudar a evitar gastos desnecessários. Para as compras, você pode priorizar mercados com preços mais baixos e, se possível, preparar a própria comida — o que até ajuda em uma dieta mais saudável. 

Faça um planejamento financeiro

Seja no Rio ou em qualquer outra cidade, um planejamento financeiro é essencial. Portanto, tenha um orçamento bem definido do quanto você pretende gastar por mês com contas fixas, lazer e outras questões. 

Também identifique áreas em que você pode cortar gastos. Isso pode incluir eliminar despesas supérfluas, renegociar contratos, economizar em contas de serviços públicos e escolher opções mais econômicas para o entretenimento.

Como você viu, o custo de vida do Rio de Janeiro deve ser um ponto de atenção antes de visitar ou morar na cidade. No entanto, ele não é um impedimento para você se mudar para a capital carioca, certo? Basta se planejar corretamente para aproveitar os benefícios de morar na Cidade Maravilhosa.

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.