Juros de mora: o que são, como calcular e como evitar

Compartilhar a notícia

25 de outubro de 2021

Atualizado: 25 de outubro de 2021 7 min de leitura
juros-de-mora

Já pagou alguma conta em atraso e se deparou com a cobrança de juros de mora ou juros moratórios? Pois é, quando a gente perde o prazo de certas contas, infelizmente acaba sendo cobrado um valor além das eventuais multas. Esses juros são uma taxa de compensação que pune o atraso no pagamento de um boleto/fatura e busca estimular o consumidor a pagar tudo em dia.

Nesse artigo, a gente vai te mostrar o que significam os juros de mora, como calcular essa cobrança e qual a diferença deles em relação a outros tipos de juros. E a gente também te dá algumas dicas para evitar dificuldades financeiras e o comprometimento da renda com esses gastos muitas vezes desnecessários.

O que são juros de mora?

Quem acaba atrasando alguma conta pode acabar se deparando com esse nome. Afinal, o que é isso de juros de mora (ou juros moratórios)? 

Pense numa cobrança para compensar o atraso no pagamento de uma conta. Os juros de mora são cobrados sobre o valor que está em aberto e aumentam de acordo com o atraso na quitação. Quanto mais dias uma conta fica em aberto depois de seu vencimento, maior será a incidência desses juros.

Para entender o conceito: entenda a mora como atraso. Então, como em outros casos de atraso e demora em quitar algo, isso acaba fazendo com que esses juros sejam usados como forma de estimular o pagamento em dia por parte dos consumidores - para que evitem inadimplência e, assim, novas cobranças adicionais. 

Mas não significa que quem atrasar uma conta vai ver uma cobrança enorme como uma multa: o que é feito nos juros de mora é um cálculo somente sobre a parcela em atraso - e sobre o tempo que a conta está em atraso. A porcentagem é de no máximo 1% ao mês, definida pelo Código Civil e pelo Código Tributário Nacional.

Como calcular juros de mora

Para saber como calcular juros de mora, a gente parte da base de que a taxa máxima desses juros é limitada a 1% do valor da dívida ao mês. Quando o atraso é inferior a 30 dias, o cálculo é proporcional: 0,0333% por dia de atraso, aplicado sobre o valor da conta. Ou seja, até o dia do pagamento, os juros acumulam proporcionalmente dentro do prazo mensal, dia após dia.

Vamos te dar um exemplo de como calcular os juros de mora sobre uma conta paga em atraso. Considerando a incidência dos juros de mora a partir da citação, imaginemos alguém que deve uma prestação de R$ 1000, com uma taxa em juros de mora de 1% ao mês. O vencimento foi no dia 10 do mês, mas a conta e está sendo paga só no dia 30. 

O cálculo dos juros fica:

  • 1000,00 x ( 1% ÷ 30 ) x 20 dias de atraso = 1000 x 0,67% = R$ 6,70

Sendo assim, o valor final a pagar, com os juros de mora aplicados, é: 1000,00 + 6,70 = R$ 1006,70.

Qual a diferença entre multa e juros de mora?

Se você chegou aqui e viu essa história de cobrança por atraso no pagamento, pode estar pensando qual a diferença entre multa e juros de mora

De forma simplificada, enquanto os juros incidem de acordo com a legislação brasileira, as multas só são cobradas por aquilo que está definido em contrato - embora a cobrança não possa ser maior que 2% do valor do boleto devido, segundo Código de Defesa do Consumidor. Violou o prazo em um dia ou em 20? Multa - de valor fixo, sem correção de juros. Já os juros de mora são proporcionais e cobrados somente sobre a parcela devida.

Falando de qual a diferença entre multa e juros de mora: na prática, essas duas cobranças podem muito bem acontecer juntas - além dos juros de mora, é cobrada também a multa de mora, também no caso de atraso no pagamento.

Retomando o exemplo do cálculo no tópico anterior, vamos estimar o quanto se paga de multa por atraso e juros de mora naquela mesma conta de R$ 1000 atrasada em 20 dias, sob as condições mais duras de cobrança de multa que a gente mostrou aqui para um consumidor: de 2%.

  • Multa por atraso: 1000,00 x 2% = R$ 20,00
  • Juros de mora: 1000 x 0,67% = R$ 6,70

O valor a pagar com juros e multa, somados, é de 1000 + 20 + 6,70 = R$ 1026,70.

Já outra incidência da multa de mora ocorre em negociações entre duas pessoas jurídicas pactuada em contrato. Neste caso, dado o devido atraso, a multa de mora varia de 10% a 20% sobre o valor determinado em contrato.

Juros moratórios e compensatórios: qual a diferença?

Muita gente também se depara com dois nomes distintos: juros moratórios e compensatórios. Aqui, como a gente viu, os juros moratórios (de mora) se entendem como uma punição progressiva pela inadimplência. Ele é totalmente evitável, pagando as contas em dia. 

Por outro lado, os juros compensatórios - ou juros remuneratórios - são outra coisa, sem punição envolvida. São juros cobrados sobre valor de empréstimo, sendo na prática uma taxa regular que é informada no momento de aquisição de crédito, como no processo de contratação de um financiamento imobiliário. Ou seja: vai calcular o custo efetivo total? Você vai encontrar os juros compensatórios como remuneração pelo “empréstimo”.

Agora que a gente viu a diferença entre os juros moratórios e compensatórios, é uma boa pedida fechar o artigo com algumas dicas para se organizar e evitar comprometer sua renda com a mora.

Dicas para evitar ter renda afetada por juros moratórios

Ninguém merece ter que ficar pagando multas e juros de mora por atraso no pagamento de uma conta, não? Por mais simples e trivial que pareça, a forma mais eficaz de evitar essas cobranças desnecessárias em boletos e faturas é não deixando que as contas vençam de bobeira. Manter tudo em dia, sempre!

Existem diferentes formas de se organizar para não ver sua renda ser comprometida desnecessariamente: vale colocar todas as contas possíveis no débito automático, agendar lembretes do celular alguns dias antes do vencimento dos boletos e pagamentos mensais, manter controle de gastos para não acabar se enrolando com as contas que importam...

Outra dica é: se você mora de aluguel e está acumulando reservas, vale também avaliar se é hora de se organizar para conseguir seu imóvel próprio através de um financiamento imobiliário! Afinal, juntando uma boa entrada e tendo renda suficiente, você pode pagar o equivalente ao que você paga de aluguel nas parcelas de um imóvel que vai ser totalmente seu.

Então, se você estiver de olho em financiar um apê da forma mais econômica e prática, vale a pena contar com a ajuda de uma assessoria de crédito como a da Loft. Financiando um imóvel do nosso catálogo, nossos especialistas procuram os principais bancos do país por você, garantindo acesso às melhores taxas do mercado pro seu perfil, além de orientação completa e personalizada do nosso time – que tira todas as dúvidas no caminho.

Além de conseguir mais vantagens no processo, financiar com a Loft significa não se preocupar com o envio de documentação para os bancos e com outras burocracias da operação. Nossa equipe cuida de todos os trâmites necessários, incluindo o envio de documentos ao banco e o preenchimento de formulários, além do registro da operação no cartório de imóveis. E o melhor: todo esse suporte é gratuito.

Conheça nosso catálogo de apês e realize seu sonho!

Especialista de SEO e conteúdo com mais de uma década de experiência em agências de publicidade, mercado financeiro e decoração. Já trabalhou com grandes marcas como Itaú e Banco Pan, além de ter sido empreendedor. Possui MBA em Marketing pela FGV e pós em Gestão de Produtos Digitais pela BBI Chicago.

Veja também

sala estar sofa verde janela sacada

Mercado imobiliário

27 de junho de 2022

Home Staging: o que é e como isso ajuda a vender seu imóvel mais rápido

quadros filmes shutterstock

Morar com estilo

27 de junho de 2022

Decoração com quadros de filmes: inspiração, complemento ou ponto de partida

lavanderia dentro armario sala estar marcenaria

Morar com estilo

24 de junho de 2022

Inspiração: A lavanderia deste apê fica dentro do armário da sala de estar

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.