Vale a pena levar a mudança para outro estado?

Compartilhar a notícia

Quer fazer a mudança para outro estado e não sabe se vale a pena levar as suas coisas? Veja o que considerar antes de decidir!

22 de março de 2024

Autor Time Loft
Atualizado: 22 de março de 2024 6 min de leitura
como organizar a mudança caminhão de mudança em frente a um edifício

Mudar de residência pode ser uma questão de escolha ou necessidade. Não é raro encontrar quem não esteja satisfeito com a região onde mora ou tenha conseguido um novo emprego e precise fazer uma mudança para outro estado.

Independentemente da situação, você precisará verificar se levar tudo o que já possui em casa é viável no seu caso. Afinal, os custos podem ser maiores do que em mudanças de pequena distância ou para a mesma cidade.

Quer saber mais se vale a pena levar a mudança para outro estado e como isso funciona? Acompanhe este conteúdo até o final!

Levar a mudança para outro estado: por que é preciso pensar com calma?

Tomar a decisão de mudar para outro estado nem sempre é fácil. Isso porque você precisará se adaptar ao novo lugar, criar uma nova rotina, lidar com a saudade dos seus amigos e, muitas vezes, dos familiares.

Junto a esses fatores emocionais, será necessário cuidar das questões práticas, como definir quais itens levar, o que será vendido ou doado e como esses objetos serão transportados. Roupas, sapatos e itens de decoração poderão ser levados em malas de viagens no seu automóvel, por exemplo.

Já os móveis e eletrodomésticos, como fogão, geladeira e máquina de lavar, necessitarão de um veículo maior. Quando se trata de uma viagem interestadual, o trajeto costuma ser longo, tornando importante que esses bens sejam transportados com cuidado.

Logo, é preciso pensar com calma se é vantajoso levar esses bens para outro estado. Afinal, o trajeto longo pode danificar os itens e os valores envolvidos nesse tipo de transporte podem ficar elevados. Em alguns casos, pode valer mais a pena usar os recursos que seriam gastos para comprar novos bens.

Quais são as possibilidades de transporte para esse tipo de mudança?

Quando o assunto é transporte interestadual, dificilmente você conseguirá contratar um pequeno carreto, como em uma mudança entre bairros ou cidades. Na maioria das vezes, é necessária a contratação de uma empresa de transportes.

Essas companhias costumam prestar serviços qualificados, podendo se responsabilizar pela montagem e desmontagem de móveis. Outro benefício que algumas delas oferecem são os seguros contra roubos e incêndios, entre outros.

No que diz respeito aos tipos de transporte interestadual existentes, é possível encontrar duas modalidades principais. Veja quais são elas!

Anúncios

Mudança compartilhada

Essa é uma modalidade interessante para quem não deseja transportar muitos bens, assim como não tem tanta pressa quanto ao seu recebimento. É o caso de quem se mudará para um imóvel que já está mobiliado ou pretende vender parte seus pertences para comprar novos.

Nesse caso, a transportadora se organiza para conseguir levar mudanças de diversas pessoas em um único caminhão, levando a aumentar o prazo de entrega. O custo do transporte é dividido entre os clientes proporcionalmente, barateando o serviço para todos eles.

Mudança exclusiva

A mudança exclusiva é aquela que atende a quem deseja transportar uma grande quantidade de bens para o novo endereço. Assim, muitas vezes é preciso alugar um caminhão inteiro para carregar móveis como armários, estantes, cômodas, racks, além de eletrodomésticos pesados.

Diante da exclusividade, essa é a modalidade em que você dificilmente terá problemas com o prazo, já que o transporte será direto para o seu novo lar. Ou seja, não é preciso esperar fechar grupos ou ter que aguardar a entrega da mudança de outros clientes.

Como é calculado o preço de uma mudança interestadual?

Após conferir um pouco mais sobre os tipos de mudança interestadual disponíveis no mercado, talvez você queira saber como é calculado o seu preço. Ainda que cada transportadora tenha total liberdade para determinar o valor de seus serviços, alguns fatores são bastante observados.

Entre eles, estão:

  • distância a ser percorrida entre o estado de origem e o destino;
  •  quantidade de pedágios existentes no caminho;
  • condições das estradas interestaduais;
  • volume de pertences na mudança;
  •  contratação de empacotadores e carregadores;
  • necessidade de pernoite do motorista e equipe;
  • custos dos materiais de encaixotamento.

Portanto, vale consultar o preço em diferentes transportadoras para encontrar as melhores oportunidades.

Quais fatores considerar antes de decidir se mudar?

Chegando até aqui, você já tem uma boa noção sobre como levar a mudança para outro estado, mas ainda falta conferir o que deve ser avaliado antes de decidir fazê-la. Veja dicas que ajudarão na sua análise!

Procure se planejar financeiramente

Como você aprendeu, os custos do transporte interestadual são altos, demandando que você tenha um bom planejamento financeiro. Afinal, seria muito difícil começar uma vida nova já estando endividado, concorda?

Conheça o estado para onde você pretende se mudar

Caso não esteja se mudando por necessidade, é válido conhecer melhor a região onde você está pensando em viver. Fazer um tour pela cidade e verificar onde ficam os comércios, escolas e transporte público são passos essenciais para identificar se ela atende às suas necessidades.

Considere levar os seus bens mais valiosos

Embora o transporte interestadual possa ter um preço elevado, os seus gastos podem ser ainda maiores se você precisar comprar novamente todos os seus bens de alto valor. Tenha cuidado ao fazer esse cálculo e avaliar a relação custo-benefício da decisão.

Encontre transportadoras qualificadas

Certamente, você não quer pagar por um serviço caro e ainda arriscar ter os seus bens extraviados, certo? Então vale procurar empresas de transporte conhecidas e seguras, que ofereçam soluções com preços que caibam no seu orçamento.

Afinal, vale a pena levar a mudança para outro estado?

Infelizmente, não há apenas uma resposta para esse questionamento sobre a mudança residencial. Isso em razão de ser uma pergunta subjetiva, que demanda a análise das necessidades, objetivos e condições financeiras de cada um.

Tenha em mente que, a depender da situação, a mudança pode fazer sentido para você, mas pode não se adequar a outra pessoa. Então não deixe de pensar com calma e avaliar os prós e contras de cada escolha ou momento de vida para conseguir tomar as melhores decisões.

Neste post, você aprendeu informações relevantes para quem pensa em fazer uma mudança para outro estado. Com elas, você poderá verificar se essa escolha faz sentido no seu caso e qual é o tipo de transporte que vale mais a pena, dentro do seu orçamento.

O que você achou deste conteúdo? Continue se aprofundando no assunto, leia o post 7 dicas de como fazer sua mudança de forma organizada e eficiente!

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.