Boiserie: o que é e como usar na decoração

Compartilhar a notícia

As molduras em linha reta na parede imprimem elegância aos ambientes. O segredo está em acertar na proporção para ter sucesso no resultado final da decoração

01 de dezembro de 2022

Autor Time Loft
Atualizado: 11 de setembro de 2023 4 min de leitura
boiserie no projeto do escritório Up3 Arquitetura, o quadro com a fotografia do artista Beto Gatti se apoia nas boiseries e quebra a rigidez das molduras

Basta entrar em um ambiente decorado com boiserie para sentir a elegância. Aliás, até o nome é requintado. As boiseries – pronuncia-se bauzerrís – surgiram nos palácios franceses em meados dos séculos XVII e XVIII. Trata-se de uma decoração clássica que se espalhou por toda a Europa e, com o tempo, por outros continentes também, explica a arquiteta Cristiane Schiavoni. Aqui no Brasil, recentemente o recurso voltou a fazer parte de muitos projetos de decoração.

O que é boiserie?

A resposta é simples, mas o resultado é muito impactante. Boiserie são molduras em linhas retas aplicadas na parede.

Como fazer boiseries

Originalmente as molduras eram feitas de madeira. Atualmente, as técnicas se multiplicaram e estão disponíveis em outros materiais, como gesso, EVA, isopor, cimento e até PVC, o que pode deixar o orçamento mais barato. A arquiteta Isabella Nalon revela que a que mais usa nos projetos é a boiserie de poliestireno – um parente do isopor, só que mais firme. Se você gosta de colocar a mão na massa, pode criar a sua própria boiserie em casa com esses materiais mais acessíveis.

Anúncios

Onde usá-las

As molduras podem ser aplicadas em qualquer ambiente e também podem ser usadas em portas, armários, quadros, cabeceiras e outros móveis – ela pode ser colocada em qualquer lugar da casa que sua vontade quiser.

Boiserie na sala

Na sala, as boiseries preenchem as paredes com requinte e, muitas vezes, servem de molduras para quadros e obras de arte. No living abaixo, de estilo clássico, as molduras servem de moldura para o quadro.

Projeto da arquiteta Gabriela Mendes. Crédito da foto: Mariana Orsi

Boiserie no quarto

No projeto abaixo, de um quarto de bebê, os arquitetos do escritório Up 3 Arquitetura mostram como brincar com a simetria. Pintada ao meio, com boiseries se destacando em branco, a parede se tornou o destaque do quarto, apesar das cores neutras. Esse é um exemplo das molduras aplicadas em um quarto com uma decoração que foge do tradicional, apesar de usar este recurso clássico.

Projeto: Up 3 Arquitetura. Crédito da foto: Divulgação

Já nos próximos exemplos, as boiseries seguem uma decoração mais tradicional. Repare como elas fazem toda a diferença:


Neste quarto, presentes em duas paredes, as boiseries – feitas de poliestireno – foram pintadas com tons discretos para que a cabeceira preta pudesse se destacar.

Projeto da arquiteta Isabella Nalon. Crédito da foto: Julia Herman

Já no quarto abaixo, criado pela arquiteta Cristiane Schiavoni, a parede cinza com boiseries traz aconchego e conversa com a cabeceira de veludo rosa. Repare na moldura projetada para a arandela e para o pendente ao lado da cama.

Projeto: Cristiane Schiavoni. Crédito da foto: Rafael Renzo

Acerte na boiserie

Como se trata de um recurso clássico, é preciso levar em consideração as proporções em relação à parede e ao estilo de decoração escolhido. A boiserie deve criar equilíbrio e elegância. Se a moldura provocar a sensação de um achatamento do pé-direito ou de um ambiente menor, esse não é o projeto ideal para ela. Schiavoni alerta que, muitas vezes, queremos tornar o espaço mais amplo, mas ele fica fora de proporção.

Por isso, a dica de ouro na hora de usar boiseries em um projeto é justamente incluí-las desde o início. Elas precisam estar em harmonia com o mobiliário, a iluminação, as cores e acessórios.

Projeto: Studio TH. Crédito da foto: Julia Herman

No espaço acima, do Studio TH, em São Paulo, decorado pela empresária Marcela Caio e sua irmã, a arquiteta Paula, há boiseries nas paredes. As cores neutras criam um clima de leveza e o sofá em L é um convite ao descanso.

Como limpar

As boiseries não demandam cuidado especial de limpeza. Com um espanador, pano úmido ou até com o aspirador de pó é possível limpar as molduras. A escolha da tinta também facilita a limpeza. A acrílica é a melhor opção, principalmente em materiais como gesso e isopor. Além disso, ela desbota menos e, por isso, dura mais.

Neste lavabo, projetado pela arquiteta Gabriela Mendes, as paredes com boiseries foram pintadas com um tom de azul e se tornaram o destaque do ambiente. Os metais dourados e o mármore trazem ainda mais requinte ao espaço. Crédito da foto: Divulgação

Colaboração de Bruna Menegueço

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.