Saiba como regularizar CPF e resolver esse problema

Compartilhar a notícia

Você está com o CPF suspenso? Saiba como regularizar seu CPF de forma prática e entenda a importância em manter esse documento atualizado!

27 de dezembro de 2023

Autor Time Loft
Atualizado: 27 de dezembro de 2023 7 min de leitura
Saiba como regularizar CPF e resolver esse problema

Estar com um documento pendente pode ser motivo de muita preocupação. Para entender o motivo, imagine a situação: você planejou e encontrou o imóvel dos sonhos. Porém, no momento da compra, percebeu que o seu CPF está irregular. Desesperador, certo?

O problema ocorre porque o cadastro de pessoa física é um dos documentos de identificação dos brasileiros. Logo, é preciso regularizar a situação do CPF para abrir contas bancárias, participar de concursos públicos e até comprar diferentes bens.

Para evitar as consequências negativas dessa situação, você conhecerá as consequências de ter o CPF suspenso e aprenderá o que fazer para regularizar o documento. 

Confira!

O que é um CPF irregular?

Estar com o CPF irregular pode significar que há uma pendência em seu cadastro, como um dado pessoal escrito de maneira equivocada. Se estiver nessa situação, é importante resolver a situação.

No entanto, antes de regularizar o CPF, é essencial conhecer o motivo pelo qual o seu documento está suspenso. Desse modo, você conseguirá identificar as causas do problema e buscar soluções de maneira prática.

Segundo a Receita Federal, os CPFs não válidos se encaixam em uma das seguintes categorias:

  • CPF suspenso: indica que há um dado incompleto ou errado no cadastro do contribuinte. Também é o caso de quem não regularizou sua situação eleitoral;
  • CPF cancelado: ocorre diante da perda ou do roubo do seu documento. Ele também ocorre devido a erros no processo cadastral, como a geração de um CPF repetido;
  • CPF nulo: acontece quando é constatada fraude na inscrição;
  • CPF de titular falecido: ocorre após o falecimento do contribuinte;
  • CPF pendente de regularização: indica que o contribuinte não entregou uma declaração obrigatória de Imposto de Renda nos últimos cinco anos.

Como consultar a situação do seu CPF?

Agora que você já conhece as diferentes causas de um CPF irregular, é preciso consultar a situação da sua documentação. O processo é simples: entre no site da Receita Federal, na página “Meu CPF” e escolha a opção “consultar CPF”. 

Inicie o processo e, na página que abrir, preencha os campos com os dados solicitados (número do documento e sua data de nascimento). Em seguida, marque o campo “Não sou um robô” e clique em consultar. A partir disso, você terá acesso a um pequeno relatório com seus dados pessoais e a situação cadastral do seu CPF. 

É fundamental se certificar do status do seu documento com frequência, já que é fácil executar o processo. Dessa forma, você garante a regularidade do seu CPF e mantém em dia o controle da sua documentação.

Anúncios

Quais problemas um CPF não regular pode trazer?

Você consultou seu CPF e percebeu que o seu cadastro está pendente? Então é necessário ter atenção aos problemas e limitações provocados por um CPF irregular. Para começar, vale entender que essa condição não é o mesmo que ter o “nome sujo”.

O fato de o seu nome estar sujo está atrelado aos órgãos de proteção ao crédito, como a Serasa. Já o CPF irregular não está necessariamente ligado à existência de dívidas. Ainda assim, ele pode causar diversos problemas. Sonhos como tirar o passaporte, participar de concursos públicos e se aposentar podem ser adiados.

Além disso, a sua gestão financeira se torna mais restrita se o seu CPF estiver irregular. Você pode ser impedido de abrir conta em bancos e de solicitar cartões de crédito, empréstimos e financiamentos. Ou seja, esse cenário influencia seu planejamento das finanças.  

Por exemplo, imagine que você possua um imóvel bem localizado, com boas condições e uma bela decoração. Você entende que vendê-lo será uma boa oportunidade de negócio e já está contatando eventuais compradores. 

Porém, se o seu CPF estiver suspenso, não será possível prosseguir com a negociação. Isso ocorre porque a compra e venda de imóveis também não é permitida a quem possui um CPF irregular.

Entretanto, regularizar seu CPF é essencial mesmo que você não busque realizar movimentações imobiliárias e financeiras no momento. Estar preparado legalmente é imprescindível para aproveitar eventuais oportunidades no mercado.

Como regularizar seu CPF?

Entendendo as desvantagens em possuir o CPF irregular, é relevante compreender como regularizar seu documento. Apesar de ser um processo simples e online, vale ter atenção aos documentos e prazos determinados.

Confira o passo a passo!

Realize a solicitação

Primeiramente, é necessário solicitar a regularização do CPF no site da Receita Federal. O processo usual ocorre por meio do envio de um formulário com diferentes dados do contribuinte.  

Para realizar a solicitação, siga para o portal de regularização e acesse o link específico, conforme a situação do seu CPF. Após isso, preencha os campos com os dados solicitados, envie o formulário preenchido e anote o código de atendimento.Por meio desse código, é possível consultar o andamento da sua solicitação. Para tanto, vá até a página de consulta e informe os seguintes dados:

  • local de atendimento;
  • código;
  • data de nascimento;
  • data do atendimento.

Após a solicitação, é necessário comparecer a uma unidade de atendimento da Receita Federal. O prazo para essa visita é de até 90 dias após o pedido de regularização. 

O procedimento de solicitação também pode ser realizado de maneira presencial. Para isso, é necessário comparecer a uma agência física do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios.

Realize a regularização online

Outra opção é solicitar a regularização do seu CPF de maneira virtual. Essa alternativa foi criada pela Receita Federal devido à demanda gerada pela pandemia de covid-19. 

Se, ao verificar a situação do CPF, o status estiver como “Pendente de regularização”, será preciso enviar a declaração do IR faltante. Já se o status for “Suspenso”, preencha os seus dados no formulário. Nesse caso, não é necessária a visita ao centro físico da Receita Federal.

Separe seus documentos

Com a solicitação realizada, é essencial ter a documentação necessária, já que a Receita Federal solicita diferentes dados para legitimar o formulário enviado. Desse modo, você pode evitar erros no cadastro.

A documentação comum para todos os casos inclui:

  • documento de identificação;
  • número de inscrição no CPF;
  • título de eleitor ou documento que prove alistamento eleitoral;
  • certidão de nascimento ou casamento.

Para cidadãos com 16 ou 17 anos, se a regularização for solicitada pelos responsáveis, é preciso incluir o documento de identificação com foto do solicitante. Já para os menores de 16 anos e tutelados, é preciso apresentar o documento de identidade com foto do solicitante e a comprovação da tutela.

Ainda, vale a pena conferir outras eventuais documentações e o passo a passo detalhado no portal do Governo. Dessa maneira, você evita problemas no processo e garante a regularização do CPF.

Como você conferiu, a irregularidade do cadastro de pessoa física pode ocorrer por diferentes razões e impactar diversas áreas da sua vida. Assim, é interessante consultar e regularizar seu CPF. Dessa maneira, você estará pronto para realizar diferentes transações, como a compra e venda de imóveis

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.