Como funciona o financiamento de imóvel usado?

Compartilhar a notícia

Quer saber como funciona o financiamento de imóvel usado? Entenda mais sobre essa negociação e se ela está disponível nas instituições financeiras!

10 de janeiro de 2024

Autor Time Loft
Atualizado: 10 de janeiro de 2024 7 min de leitura
Como declarar financiamento de imóvel no Imposto de Renda 2023

Você está em dúvida se é possível financiar um imóvel usado? No momento de comprar a casa própria, é bastante comum ter diversas perguntas, pois essa aquisição exige um alto capital e o pagamento de parcelas por diversos anos.

Portanto, saber quais são os detalhes da negociação e as regras aplicadas é fundamental. Com essas informações, você conseguirá tomar uma decisão financeira para adquirir um imóvel com mais segurança.

Continue a leitura deste conteúdo para entender melhor como funciona o financiamento de imóvel usado. Não perca!

É possível financiar um imóvel usado?

Uma das dúvidas mais comuns sobre o financiamento envolve a possibilidade de recorrer ao crédito para comprar um imóvel usado. A resposta é positiva. Inclusive, existem diversas linhas de crédito para adquirir uma propriedade que não é nova.

Essa dúvida é comum porque a Caixa Econômica Federal (CEF) não tinha linhas de financiamentos para imóveis usados no programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) — que também já foi chamado de Casa Verde e Amarela. 

Com isso, muitas pessoas passaram a acreditar que o financiamento de um imóvel usado, mesmo com outras linhas de crédito, poderia não ser possível. Entretanto, vale destacar que não existe essa limitação.

Ademais, desde 2020 é possível financiar imóveis usados pela CEF utilizando o programa MCMV. Além disso, outros bancos, cooperativas de crédito e financeiras possuem opções de financiamento para consumidores interessados na compra do bem.

Aqui, vale ressaltar que cada instituição financeira tem as suas próprias regras sobre esse financiamento. Então não há podem existir variações sobre a negociação, os documentos exigidos e, até mesmo, a possibilidade de realizar o financiamento, certo?

Qual a diferença entre o financiamento de um imóvel usado e um novo?

Sabendo que é possível financiar um imóvel usado, vale a pena entender quais são as diferenças para um financiamento de propriedades novas.

A principal distinção entre o financiamento de imóvel usado e novo está nas condições do bem e nos riscos envolvidos na transação. No caso de uma propriedade nova, o procedimento costuma ser mais simples, principalmente por conta dos documentos utilizados.

No imóvel novo, a transferência tende a ocorrer entre a construtora ou incorporadora e o comprador. Dessa maneira, os documentos já são todos providenciados pelas empresas envolvidas, facilitando a sua averiguação.

As construtoras ou incorporadoras também podem oferecer garantias para o financiamento, o que diminui riscos e facilita a transação.

Ademais, em um imóvel novo, há menos riscos para a instituição financeira que concede o crédito. Isso acontece porque o bem ainda não foi habitado. Logo, ele tem menos riscos de apresentar desgastes ou outros problemas, que levam à desvalorização.

Por outro lado, em um financiamento de imóvel usado, a avaliação é mais complexa — o que pode tornar o procedimento mais burocrático. Afinal, a instituição financeira precisa analisar as condições da propriedade de modo mais detalhado.

Nessa situação, é preciso ver se há ônus ou dívidas relacionadas ao bem. Também há necessidade de verificar a possibilidade de desvalorização com o tempo devido às características da propriedade, como idade, padrão de acabamento etc.

Diante disso, os juros remuneratórios em financiamentos de imóveis usados podem ser mais altos. Como há menos garantias e mais riscos, as instituições tendem a compensá-los com uma cobrança maior.

No entanto, como você já aprendeu, as regras entre as instituições financeiras são diferentes. Desse modo, é fundamental fazer uma boa pesquisa para escolher a melhor opção de financiamento para as suas necessidades e capacidade de pagamento.

Anúncios

Quais são as exigências necessárias para fazer esse financiamento?

Se você optar por um financiamento de imóvel usado, é fundamental saber quais são as exigências das instituições financeiras para aprovar o crédito.

Confira, a seguir, o que é necessário nesse momento:

Documentação

Primeiro, você conhecerá a documentação exigida para o financiamento de imóvel usado. Antes de ver a lista, lembre-se de que os documentos podem variar dependendo da instituição financeira e dos detalhes da transação.

Contudo, existem exigências que são bastante comuns. Veja:

  • documento de identificação do vendedor e do comprador (CPF e RG ou CNH);
  • comprovante de residência atualizado do comprador;
  • comprovante de renda do comprador — como holerite, extrato de banco, declaração de Imposto de Renda;
  • certidões negativas referentes a protestos e ações de cobrança;
  • certidão negativa de débitos de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do imóvel negociado;
  • matrícula do imóvel atualizada e certidão negativa de ônus reais;
  • certidão negativa de débitos referentes ao pagamento de condomínio (quando houver).

Todos eles servem para comprovar situações pessoais ou do próprio bem. Assim, é possível identificar o comprador e o vendedor, além de garantir que o imóvel está regular perante todos os órgãos necessários.

Avaliação do imóvel

A instituição financeira também fará uma avaliação do imóvel. Ela é um procedimento comum adotado sempre que há um pedido de financiamento pré-aprovado.

A avaliação costuma acontecer após a conferência de todos os documentos e é realizada por um profissional especializado contratado pela instituição financeira. Geralmente, ele é um engenheiro ou técnico da área de construção civil.

O processo serve para garantir que o valor do imóvel corresponde ao preço de mercado e que a transação é segura para a instituição e o comprador. No momento da avaliação, o profissional analisa as características físicas, estruturais e de localização da propriedade.

Entre os fatores verificados na avaliação estão: a metragem, o tempo de uso, a conservação, o preço médio na região etc.

Avaliação do comprador

Por fim, é importante saber que a instituição financeira fará uma avaliação da capacidade de pagamento do comprador. Por isso, é necessário apresentar o comprovante de renda.

É fundamental saber se quem está contratando o financiamento de imóvel usado tem capacidade financeira para arcar com a entrada e todas as parcelas da negociação. Desse modo, é possível reduzir riscos e melhorar as condições do contrato.

Qual é o processo para financiar um imóvel usado?

O procedimento para financiar um imóvel começa com a solicitação feita na instituição financeira. A partir do pedido, ela solicitará os documentos necessários para a análise e você deve providenciá-los por conta própria.

Assim que os documentos forem verificados, será feita a avaliação do bem escolhido e a pesquisa quanto à capacidade de pagamento. Nesse momento, podem ser exigidos outras documentações ou esclarecimentos para resolver qualquer pendência.

Se tudo estiver correto, o financiamento será aprovado e você deverá pagar a entrada combinada com a instituição. Lembre-se de sempre ler atentamente o contrato e esclarecer as dúvidas que podem aparecer nesse momento antes da assinatura. Desse modo, você terá mais segurança no processo.

Agora você já sabe como funciona o financiamento de imóvel usado e quais são as principais exigências para ter o negócio aprovado. Lembre-se de fazer uma boa pesquisa e contar com parceiros que negociem imóveis com mais segurança, combinado?

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.