Quadra de beach tennis em condomínios: benefício real ou modinha?

Compartilhar a notícia

Estruturas para a prática do beach tennis oferecem custo baixo de instalação e manutenção e viraram tendência na capital paulista

29 de junho de 2022

Atualizado: 04 de julho de 2022 5 min de leitura

Colaboração de Michele Louvores

Febre na capital paulista, o beach tennis tem conquistado adeptos também fora das arenas especializadas. Hoje, novos empreendimentos já contam com a quadra para a prática da modalidade como um dos benefícios dos condomínios. Afinal, o que explica esse sucesso?

"O beach tennis é um esporte mais fácil do que o tênis de campo que tem muita técnica e exige um material mais caro para ser praticado. Aqui, se o aluno aprender a volear (pegar a bola no ar), já pode sair jogando", explica Yessi Cordova, professora de tennis e beach tennis.

Yessi, que ensina em condomínios há um ano, conta que por se tratar de uma modalidade que ajuda a manter a forma e permite o jogo em grupos, a maior parte do público é de mulheres e famílias. Há dois meses, ela dá aulas para um casal e dois filhos que não passavam muito tempo juntos, mas encontraram no beach tennis uma forma de sair do lazer em shoppings e se divertir juntos dentro da estrutura do próprio condomínio.

Professora de beach tennis Yessi Cordova segura uma raquete em uma quadra de areia
Para a professora de beach tennis Yessi Cordova, a modalidade tem feito sucesso em condomínios porque é fácil de praticar em grupo. Foto: acervo pessoal

Crescimento na pandemia

Por se tratar de uma modalidade que pode ser praticada ao ar livre, o beach tennis cresceu muito durante a pandemia. Ao observar a fila para a prática nas arenas, o mercado imobiliário absorveu a estrutura para dentro dos empreendimentos, o que facilitou a vida dos moradores e movimentou a rotina dos condomínios.

Hoje, condomínios que pouco aproveitavam as áreas comuns veem na quadra de beach tennis um espaço disputado. Alguns contam até com aplicativo para a reserva de vaga. "Aqui precisamos agendar com uma semana de antecedência ou não conseguimos horário para praticar", conta a publicitária Camila Fleming, moradora de um condomínio na zona sul de São Paulo.

Ela e outros moradores solicitaram ao conselho a construção de uma nova quadra de areia. "Esse é hoje o espaço mais disputado da área comum. E estamos estudando a possibilidade de construir mais uma ou duas quadras", explica a empresária Daniela Sasatani, uma das conselheiras.

Aviso em quadra de beach tennis em condomínio alerta para uso exclusivo de moradores
Neste condomínio em São Paulo, a demanda pela quadra de areia é tão grande que foi preciso proibir o uso por visitantes. Os moradores fazem a reserva por um aplicativo, com uma semana de antecedência. Foto: Fly

Tamanho da quadra

Uma quadra de beach tennis tem 8 metros de largura por 16 metros de comprimento. Com os espaços dos recuos e as amenidades como vestiário e lava-pés, ocupa no mínimo 250 metros quadrados. Em uma cidade verticalizada como São Paulo, isso significa muita área útil, mas de acordo com Lucas Araújo, diretor de Marketing e Inteligência de Mercados da incorporadora Trisul, o investimento vale a pena.

Segundo Lucas, o custo total de implantação do projeto de uma quadra de beach tennis gira em torno de R$60 mil, o que não significa muito dentro do valor total da obra. O custo de manutenção também é baixo, exigindo apenas pintura e a troca de materiais e iluminação que em geral são bastante duráveis. Outra vantagem é o custo para o morador, que hoje pagaria em torno de R$400 em uma arena para ter aulas de beach tennis uma vez por semana, fora os investimentos em raquete e equipamentos.

Diferentemente de uma quadra de futebol society ou de tênis de campo, uma quadra de beach tennis não acumula água e é muito mais versátil porque basta retirar a rede para praticar outros esportes como futevôlei, vôlei de praia e futebol de areia, além de treinamento funcional. Exatamente por isso, condomínios mais antigos têm optado por substituir essas estruturas pelas novas quadras de areia.

Quadra de beach tennis em condomínio: quatro pessoas durante jogo com professor
Uma quadra de beach tennis tem 8m de largura por 16m de comprimento. Implantação custa, em média, R$ 60 mil. Foto: Fly

Beach tennis é só modinha?

Em alguns casos, a experiência com o beach tennis começa muito antes da compra ou da mudança e serve como uma forma de experimentar a modalidade. Ao perceber o aumento da busca pelas quadras de beach tennis entre seus clientes, a incorporadora Trisul implantou a estrutura no terreno do estande de um de seus empreendimentos. O estande funcionava em uma região que tinha fila de espera para a prática do esporte e lá foram promovidos eventos e aulas gratuitas para os visitantes. Além de um atrativo para potenciais clientes, a quadra funcionou como uma gentileza urbana para os moradores do bairro.

Quem acompanha o mercado imobiliário e sabe como algumas estruturas viram febre deve estar se perguntando se vai acontecer com as quadras de beach tennis o mesmo que aconteceu com as quadras de squash e as salas de pilates. "Eu acho que o beach tennis veio para ficar porque tem um custo baixo e já se provou muito versátil, mas em algum momento vai chegar alguma novidade que vai chamar mais atenção", aposta Lucas. Enquanto isso não acontece, é tempo de volear.

Aqui você encontra os conteúdos produzidos pelos colaboradores da Loft especialistas em economia, decoração, mercado imobiliário e estilo de vida. São profissionais altamente capacitados e com anos de experiência em produção de conteúdo para te ajudar nas suas principais dúvidas.

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.