Suculentas: como cuidar e os principais tipos

Compartilhar a notícia

Se você ainda não tem uma suculenta, é hora de se render. Elas são fáceis de cuidar, adaptam-se a pequenos espaços e convivem bem com outras espécies. Para garantir a felicidade dessas plantas é só oferecer sol pleno e pouca água

19 de agosto de 2022

Autor Time Loft
Atualizado: 11 de setembro de 2023 7 min de leitura
suculentas em jardim com arranjos e paisagismo

Você certamente já se encantou por uma suculenta. Elas são um sucesso nas lojas de jardinagem, nos supermercados e até nas redes sociais. É difícil resistir ao charme das folhas e caules que parecem gordinhos porque armazenam água em seu interior. “Assim como os cactos, considerados primos, as suculentas são originárias das regiões desérticas e, por isso, precisam de pouca rega e muita luz”, explica a arquiteta paisagista Caterina Poli.

Como plantar suculentas

Criar novas mudas de suculentas é fácil. O segredo é retirar as folhas saudáveis da parte debaixo do caule com cuidado. Mas, atenção: para a folha brotar, ela precisa sair inteira do caule.

Depois, coloque as folhas em um prato limpo (não é necessário terra por enquanto), ou em uma caixa de ovos em um local seco e com bastante luz natural, mas não expostas diretamente ao sol. Nessa fase, não regue as folhas para evitar que elas apodreçam com a umidade. Em cerca de três a quatro semanas, as folhas brotarão.

Quando as mudas brotarem e estiverem com raízes, é hora de plantar. Para isso, basta acomodar as mudas em cima da terra, cobrir delicadamente as raízes e regar pouco. Nos dias seguintes, a folha original murchará e se soltará da muda. Depois disso a folha seca pode ser retirada do vaso.

Cuidados com Suculentas

O segredo para reter o máximo de umidade está nos pequenos espinhos e na penugem que algumas espécies têm nas folhas. Outras que parecem lisas são cobertas por uma cera com aspecto brilhante e têm o mesmo objetivo de evitar a evaporação da água.

O melhor das suculentas, no entanto, é que elas demandam pouco espaço e trabalho. “Elas não precisam de substratos especiais ou qualquer tipo de cuidado com adubação. É possível ter um vaso pequeno com apenas uma espécie ou criar um grande arranjo com vários tipos, já que o gosto por água, sol e ventilação é o mesmo para todas elas”, indica o paisagista João Jadão.

cuidados com as suculentas
Em apartamentos, as suculentas precisam de sol. Por isso, as varandas e as janelas são os melhores lugares para deixá-las. Você pode cultivá-las em pequenos vasos, como neste projeto da arquiteta paisagista Caterina Poli, ou em grandes recipientes com diferentes espécies. Crédito: Cacá Bratke
Anúncios

Como cultivar suculentas em apartamentos

A maioria prefere ambientes ensolarados, com exposição direta ao sol. Em apartamentos, o ideal é deixá-las nas varandas ou embaixo das janelas. Longe do sol, elas podem sofrer um estiolamento. Trata-se de um processo comum em plantas cultivadas em condições de luz inadequadas. Para sobreviver, ela altera seu crescimento e se estica, perdendo o formato original e a resistência. A solução é justamente buscar um ambiente ensolarado e fazer a adaptação da planta.

cuidados com as suculentas requere pouca rega e muita luz
O segredo para cultivar suculentas é pouca rega e muita luz. As plantas de origem desértica são capazes de armazenar água em seu caule e folhas. No projeto dos paisagistas João Jadão e Caterina Poli, diferentes espécies foram dispostas em vasos de diferentes tamanhos. Crédito: Evelyn Muller

Como regar suculentas

As suculentas pedem pouca quantidade de água. “Regue-as uma vez por semana com pouca água. No inverno, as regas podem acontecer a cada 15 dias. Não use pratinhos e jamais deixe a terra encharcada, porque a umidade excessiva apodrece suas raízes”, orienta o paisagista Luciano Zanardo. Para isso, capriche na drenagem, usando pedrinhas ou argila expandida no fundo do vaso e misturando areia à terra. A água deve penetrar na terra e atravessar o vaso com facilidade.

Conheça os 10 principais tipos de suculentas

1. Rhipsalis

A família é composta por cinco tipos. A Rhipsalis baccifera, conhecida popularmente como cacto-macarrão, é a mais famosa. O apelido se deve à aparência alongada de seus ramos. A planta, originária da América do Sul e Central, Caribe e Flórida, não possui folhas, apenas um ramo chamado cladódio, que serve como folha para fazer a fotossíntese. A espécie é pendente, tem flores e pode chegar até 10 metros de comprimento.

tipo de suculenta Rhipsalis
Rosa de pedra: Crédito: Pexels / Van L / CreativeCommons

2. Rosa de pedra

É uma das espécies mais adoradas para arranjos. Ela se chama Echeveria elegans cientificamente. O formato lembra uma rosa, com uma coloração que varia entre o verde e o lilás, que a torna ainda mais bonita. A rosa de pedra é uma planta baixa. Chega de 10 a 15 cm de altura. A espécie floresce nos meses mais quentes do ano, entre a primavera e, principalmente, o verão.

tipo de suculenta Rosa de pedra
Bálsamo. Crédito: Reprodução/Pinterest

3. Bálsamo

Você já ouviu falar do bálsamo? Cientificamente chamado de Sedum dendroideum, essa suculenta pode atingir de 30 a 60 centímetros de altura, com folhas brilhantes, que fazem uma bela composição com outras espécies. Florescem entre o outono e o inverno. As flores amarelas são bastante decorativas.

tipo de suculenta Bálsamo
Árvore da fortuna. Crédito: Pexels/ Harry Cooke/ CreativeCommons

4. Árvore da fortuna

Além da fortuna, ela também é conhecida como planta da amizade ou jade. Seu nome científico é Crassula ovata e tem origem africana. Uma das principais características desta espécie é que ela é resistente ao vento, sendo uma boa opção para varandas abertas e jardins. Mas atente-se ao espaço. Ela pode se tornar uma árvore de dois metros de altura.

tipo de suculenta Árvore da fortuna
Rabo-de-tatu. Crédito: Pexels/Delaney Van Vranken/ Creative Commons

LEIA TAMBÉM: Como fazer uma horta em apartamento?

5. Rabo-de-tatu

O nome científico é Haworthia fasciata, mas, popularmente, ela também é conhecida como planta-zebra. A espécie tem linhas de tubérculos brancos, que dão o efeito de listras quando contrastadas com o verde das folhas.

tipo de suculenta Rabo-de-tatu
Colar-de-pérolas. Crédito: Wikimedia Commons

6. Colar-de-pérolas

Apesar de ser uma suculenta, a Senecio rowleyanus é uma das poucas espécies de que não gosta de tantas horas no sol direto e precisa de rega com mais frequência. Por isso, a dica é manter o vaso com um pouco de umidade.

tipo de suculenta Colar-de-pérolas
Dedo-de-moça ou Rabo-de-burro. Crédito: Wikimedia Commons

7. Dedo-de-moça ou Rabo-de-burro

São duas espécies tão semelhantes que as diferenças passam despercebidas para quem não trabalha com plantas. E se você vai começar o cultivo das suculentas, essa não é a espécie mais indicada. Acontece que as folhas que parecem gominhos são extremamente sensíveis. Elas preferem o sol da manhã e regas com pouca água.

tipo de suculenta  Dedo-de-moça ou Rabo-de-burro
Babosa. Crédito: Reprodução/Pinterest

8. Babosa

Certamente, você já ouviu falar sobre ela e de seu poder medicinal para a queda de cabelo. Uma das suculentas mais populares, as folhas da babosa ou Aloe Vera liberam um líquido espesso, semelhante a um gel, quando cortadas. Durante a floração, as folhas de babosa podem ficar menos carnudas.

tipo de suculenta Babosa
Orelha de Shrek. Crédito: Reprodução/Pinterest

9. Orelha de Shrek

A espécie Crassula ovata gollum possui folhas tubulares que parecem ter ventosas nas pontas e podem crescer até 80 cm. Esta é uma espécie que gosta de sol pleno e calor para se desenvolver – ou seja, ela não tolera temperaturas baixas. Da família das Crassuláceas, ela também dá flores brancas e pequenas no outono/inverno.

tipo de suculenta Orelha de Shrek
Planta coração. Crédito: Wikimedia Commons

10. Planta coração

A Hoya kerrii, como é conhecida cientificamente, é uma espécie de suculenta com formato de coração. Fofa, né? Mas para atingir essa forma, ela pode demorar anos. Paciência é o caminho!

Colaboração Bruna Menegueço

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Comentários

CLARICE DE

Quero cuidar melhor, a adubação e como plantar por favor

Angela Maiara Pacheco

É bom aber o nome das suculenta eu tenho umas aqui em casa e não sabia o nome muito legal obrigada gostei da matéria que Deus abençoe vocês um abraço

Deixe seu comentário

Veja também

Como é morar em Vinhedo - SP

Bairros

02 de dezembro de 2023

Como é morar em Vinhedo - SP?

planta de casas

Ambientes

01 de dezembro de 2023

Plantas de casas: veja o que é, tipos e modelos!

jardim-america-sao-paulo-loft

Bairros

01 de dezembro de 2023

Como é morar no bairro Jardim América - SP?

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.