Cadastro Nacional de Obras (CNO): o que é e como funciona?

Compartilhar a notícia

O CNO é um cadastro fundamental nas operações imobiliárias. Descubra o que é, como funciona e como consultar esse registro!

24 de janeiro de 2024

Autor Time Loft
Atualizado: 24 de janeiro de 2024 6 min de leitura
Cadastro Nacional de Obras (CNO) - o que é e como funciona

O Cadastro Nacional de Obras, mais conhecido pela sigla CNO, é uma ferramenta essencial para o controle e a regulamentação das obras de construção civil no Brasil. Ele é mantido pela Receita Federal, em parceria com diversos órgãos e entidades do Governo.

O CNO desempenha um papel crucial na organização e na fiscalização de empreendimentos imobiliários em todo o país. Esse controle evita problemas como desvios de verbas e irregularidades das construções, mantendo a integridade no setor.

Neste artigo, você conhecerá as principais informações sobre esse o, como ele funciona e a sua importância para o segmento imobiliário.

Boa leitura!

O que é o CNO? 

O CNO é um registro eletrônico que tem como principal objetivo coletar e armazenar informações sobre obras de construção civil em território brasileiro. Esses projetos podem variar desde pequenas reformas em residências até projetos de grande porte como edifícios, estradas, pontes e instalações industriais.

O registro armazena informações, como:

  • dados do proprietário;
  • informações sobre a construção;
  • contratos firmados; 
  • histórico de tributos.

Por meio desse banco de dados, é possível rastrear e acompanhar o andamento de obras, verificar a regularidade de empresas e profissionais da construção civil, entre outras consultas. Estar com o CNO em dia é uma exigência para conseguir a Certidão de Regularidade Fiscal (CRO), emitida pela Receita Federal.

Como o CNO funciona? 

Você já entendeu que o CNO é fundamental para a regularidade das obras na construção civil. O próximo passo é entender como ele funciona. O procedimento requer a cooperação de construtores, empresas e profissionais envolvidos na execução das atividades.

Nesse sentido, é necessário seguir alguns passos básicos. Acompanhe quais são!

Anúncios

Cadastro da obra

Quando se inicia uma obra, a pessoa responsável — seja ela física ou jurídica — deve efetuar o cadastro no sistema do CNO em até 30 dias. É necessário fornecer informações detalhadas, como a localização, tipo, finalidade, custo estimado e prazo de conclusão.

Emissão do CNO

Após o cadastro, o sistema gera o CRO, um documento eletrônico que comprova a legalidade da obra. Ele é exigido em diversas situações, como na obtenção de alvarás, financiamentos ou até na contratação de mão de obra.

Durante o andamento das atividades, é fundamental manter o CNO atualizado. Mudanças no prazo, custo ou responsável devem ser informadas ao sistema. Dessa forma, se ocorrer alguma atividade de fiscalização, não haverá discrepâncias entre o que foi informado e o que está ocorrendo.

Encerramento da obra

Após a conclusão das atividades, o CNO deve ser encerrado, com a devida prestação de contas das atividades realizadas. Assim, os responsáveis garantem que a obra seja considerada legal e que todos os tributos correspondentes foram devidamente pagos.

Quais os benefícios desse sistema?

Como foi possível aprender, o CNO exerce uma função relevante na construção civil. Inclusive, ele oferece muitos benefícios a todos os envolvidos em empreendimentos imobiliários. 

Veja algumas das principais vantagens do cadastro!

Regularidade tributária e trabalhista

O CNO permite um controle mais eficaz sobre as atividades no setor de construção civil, garantindo que as empresas e profissionais estejam em conformidade com suas obrigações tributárias. Como resultado, ele reduz a evasão fiscal e viabiliza a arrecadação de impostos correta, evitando transtornos.

Do mesmo modo, o cadastro regular nesse sistema representa um compromisso das empresas com o respeito às leis trabalhistas. Ele garante que os trabalhadores estejam devidamente registrados e recebam seus direitos de modo integral, como salário mínimo, férias e FGTS.

Portanto, o maior controle e regulamentação proporcionados pelo CNO ajudam a combater a informalidade e a precarização do trabalho no setor.

Mais segurança na obra

Você viu que o CNO promove a regulamentação das obras, certo? Na prática, ele incentiva a aplicação de boas práticas de construção e garante que os projetos atendam aos padrões de segurança, qualidade e sustentabilidade.

Esses cuidados são fundamentais, pois reduzem o risco de acidentes e aumentam a proteção dos trabalhadores e da comunidade em geral, refletindo no resultado da construção.

Da mesma maneira, a obrigatoriedade de registro no CNO torna mais fácil para as autoridades fiscalizar as obras. Nesse sentido, elas podem verificar se as atividades e projetos estão seguindo as normas e regulamentos aplicáveis.

Ainda, o registro e o acompanhamento permitem a identificação e correção de irregularidades antes que causem problemas graves. Portanto, trata-se de uma ferramenta preventiva para esse setor, poupando diversos transtornos.

Fiscalização adequada

Por fim, outro fator sobre o CNO é que ele fornece às autoridades uma visão detalhada de todas as obras em andamento no país. Logo, ele facilita a identificação de irregularidades e a alocação eficaz de recursos para fiscalização.

A transparência proporcionada pelo CNO também ajuda a prevenir a corrupção. Isso porque as informações sobre as obras estão disponíveis para consulta pública e podem ser verificadas por órgãos de controle e pela sociedade civil.

Esse atributo também favorece a concorrência leal entre as empresas do setor. Como todas elas precisam seguir as mesmas regras, a disputa no mercado se torna nivelada e justa.

Como cadastrar e consultar o CNO? 

Após conhecer o papel do CNO no setor imobiliário, é essencial aprender a realizar o cadastro. O procedimento é simples, sendo feito por meio do site do CNO na Receita Federal. Na página, você deve acessar a alternativa “Cadastrar Obra Nova no CNO”. 

O sistema solicitará o preenchimento de um formulário e a inserção dos documentos correspondentes. Com todas as informações incluídas, o passo seguinte é registrar a inscrição e aguardar a aprovação pelo órgão.

Ao efetuar a inclusão da obra, o sistema gerará um número de identificação. Logo, para realizar a consulta posteriormente será necessário informar esse código para acessar todas as informações registradas.

O documento também poderá ser requisitado em operações como contratação de mão de obra, financiamentos, fiscalizações e auditorias, entre outras situações.

Entendeu o que é e como funciona o CNO? Esse é um cadastro fundamental para as operações imobiliárias. Na prática, ele regulamenta e fiscaliza as operações, contribuindo com a segurança e a transparência no setor, sendo obrigatório manter o cadastro ativo.As operações imobiliárias tendem a ter custos que devem ser observados. Descubra quanto custa construir uma casa!

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Veja também

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.