Como fazer uma horta em casa

Compartilhar a notícia

Um passo a passo definitivo para você começar, se apaixonar e nunca mais deixar de cultivar alimentos frescos em uma horta caseira

12 de janeiro de 2023

Autor Time Loft
Atualizado: 11 de janeiro de 2023 7 min de leitura
horta-em-casa-vaso-planta

Assim que o molho de tomate começar a fumegar na panela, é hora de colher alguns ramos de manjericão na horta que fica logo ali no seu quintal. O aroma e o frescor da erva mudam o sabor do preparo. É um privilégio ter uma horta em casa, garantir alimentos frescos e ainda livre de agrotóxicos. Quem nunca sonhou com uma casa em São Paulo para ter uma horta para chamar de sua que atire a primeira pedra.

Paisagista limpa a horta caseira de ervas daninhas
A paisagista Cláudia Muñoz arranca as ervas daninhas da horta. Foto: Divulgação

É fácil fazer uma horta em casa?

Os paisagistas garantem que ter uma horta em casa é simples e fácil, mas é preciso disponibilidade e dedicação. “Tem que gostar de cuidar, ter amor pelas plantas que serão os nossos alimentos, arrancar as ervas daninhas que insistem em aparecer e, principalmente, garantir sol pleno e rega abundante”, explica a paisagista Claudia Muñoz.

Além disso, plantar, cuidar, acompanhar o crescimento dos alimentos até a chegada ao prato é uma ótima atividade para a família. Se você deseja começar uma horta em casa, o nosso guia vai te ajudar.

Horta vertical, com nove canteiros de madeira e plantas diversificadas
As hortas verticais economizam espaço e ainda decoram a parede. Foto: Reprodução/Pinterest

Escolha o local

O primeiro passo é escolher o local da nova horta. Ele precisa de sol pleno durante quatro horas por dia, no mínimo. Por isso, é importante ficar atento à inclinação da luz solar, que muda de acordo com as estações do ano. Se for o caso, é preciso mudar a horta de lugar.

Se você não tem espaço, não se preocupe. Há maneiras de criar uma horta em vasinhos, canteiros, jardineiras e até na parede, ou seja, é possível ter uma horta em apartamento. Em relação aos vasos, eles precisam ter um tamanho mínimo de 30 x 30 cm. Mas o paisagista João Jadão alerta: os vasos pequenos não têm terra, nutrientes nem umidade suficiente e, por isso, não duram muito.

Diverentes plantas em vasos, com chão coberto de pedras brancas, formam uma horta suspensa
Se você tem espaço, a dica é construir uma horta suspensa. Foto: Divulgação

Já a paisagista Claudia Muñoz prefere fazer hortas suspensas. Os motivos são muitos. Primeiro, evita que os cachorros façam xixi. Segundo, fica mais confortável para regar e mais bonito visualmente. Se você tem espaço, pode construir hortas com 70 a 75 cm de altura e criar compartimentos para cada espécie. Dessa forma, é mais fácil acertar a quantidade de rega.

Anúncios

Acerte na rega

Esse é um dos pontos mais importantes para o sucesso da horta. Você vai conhecer as necessidades das plantas, mas esse truque vai ajudar. Deixe um palito de madeira, desses de picolé mesmo, espetado na terra. Cheque o palito no início da manhã e no final da tarde. Se ele estiver molhado, não precisa regar. Se estiver seco, é hora de molhar a planta.

Esse cuidado é fundamental porque o excesso de água prejudica a absorção dos nutrientes pelas plantas. O ideal é fazer uma camada de dois dedos de pedras ou argila expandida no fundo do vaso e alguns furos para garantir a drenagem. Se o vaso ou o pote não tiver, você pode improvisar pequenos buraquinhos para que a água escoa.

Poda e adubo

É preciso cuidar todos os dias da horta. Cheque se há folhas secas. Você pode tirá-las com as mãos ou com a ajuda de uma tesourinha de poda. Veja se as folhas estão saudáveis, sem manchas ou mordidas. Se houver, é preciso procurar bichinhos no vaso e usar pesticidas adequados. Também é importante borrifar um pouco de água nas folhas.

Não se esqueça do adubo. O ideal é adubar semanalmente, principalmente para as espécies de crescimento rápido como manjericão e alface.

Temperos como salsinha e manjericão plantados em vasos coloridos e decorados, apoiados num painel de madeira escura
Alguns temperos e hortaliças possuem o ciclo de vida curto, especialmente em vasos pequenos, como neste projeto da arquiteta Pati Cillo e do escritório Figolli Ravecca. Cuide para fazer o replantio. Foto: Luis Gomes

Faça o replantio

Muitas hortaliças e ervas possuem o ciclo de vida curto, é o caso do rabanete, alface, rúcula, coentro e agrião. Por isso, depois de algum tempo, elas não estarão tão bonitas e vistosas quanto antes. O ideal é sempre substituir por novas mudas para manter a sua horta saudável.

Horta em pequenos espaços

O segredo para ter uma mini horta em apartamentos é fazer a manutenção das plantas. Assim como as hortas com mais espaço, é preciso cuidar da iluminação, garantindo sol pleno por 4 horas diárias, fazer a limpeza das ervas daninhas, preparar a terra e adubar. Além disso, acompanhe o crescimento das raízes para garantir que elas tenham espaço para crescer. Se for necessário, faça a troca do vaso por uma maior.

Como preparar a terra para horta

Os especialistas recomendam que o solo seja composto por 3 partes de terra, 2 de composto orgânico, como esterco ou húmus de minhoca, e 1 de areia. Prefira usar areia grossa que deixa a terra mais porosa e drenada. Assim, a plantinha terá acesso a todos os nutrientes que precisar.

Uma vez por semana, com a ajuda de uma pazinha, solte a terra com cuidado para que ela continue fofa e permita o crescimento das raízes. Lembre-se: plantas precisam de espaço e de ar para crescer. Terra compacta pode acabar com a sua horta.

Vasos com tempeiros embaixo de janela da cozinha, com pia e bancada vermelhas na frente
No projeto da arquiteta Marina Carvalho, a horta fica na cozinha, perto da área de preparo dos alimentos. Foto: Divulgação

Hortas de temperos: escolha o que plantar

Lugares com sol médio, ou seja, de quatro a seis horas por dia, são excelentes para verduras e temperos, pimentas, ervas medicinais e frutas como morango, framboesa e todas as frutas vermelhas.

A maioria das pessoas começa pelos temperos, que são fáceis de plantar numa horta em casa. Orégano, manjericão, manjerona, salsinha, cebolinha, alecrim, hortelã, sálvia, coentro, tomilho, endro fazem parte dessa lista. Se você quer plantar verduras, alface (de todos os tipos), rúcula, alho poró, couve, espinafre, agrião são ótimas opções. Além de fáceis de plantar, elas têm o ciclo de vida curto, ou seja, você pode fazer a primeira colheita em pouco mais de 20 dias.

Diversos vasos de barro com tempeiros como hortelã e outros
Cada espécie tem uma necessidade de rega. O truque do palito vai te ajudar. Projeto da paisagista Cláudia Munõz. Foto: Divulgação

Manjericão e hortelã gostam de sol?

O manjericão precisa de um lugar iluminado e com sol direto, de preferência de 3 a 6 horas por dia. É importante também podar as flores para que a planta não gaste muita energia na produção das sementes. Além disso, elas retiram todo o sabor das folhas.

Já a hortelã é uma das ervas mais fáceis de serem cultivadas. Ela gosta de ambientes ensolarados, mas tolera sombra parcial. A hortelã gosta de solo irrigado, mas bem drenado. O segredo é manter as raízes úmidas, mas sem encharcar a terra. Assim como o manjericão, ela também se beneficia de podas frequentes. Faça isso cortando as hastes até cerca de 2,5 cm acima do solo.

Como colher manjericão

Retire os galhos inteiros e sempre prefira os mais compridos. Faça o corte na base sem medo, já que a planta se beneficia muito das podas frequentes e, assim, mantém a vitalidade.

Colaboração de Bruna Menegueco

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Deixe seu comentário

Veja também

Espaço do Corretor

12 de abril de 2024

Como ser um bom corretor de imóveis

Espaço do Corretor

12 de abril de 2024

4 livros que todo o corretor de imóveis deve ler

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.