Nome sujo: preciso desistir do sonho da casa própria?

Compartilhar a notícia

Quatro dicas de como limpar o nome e encontrar a melhor opção de financiamento imobiliário

14 de junho de 2022

Atualizado: 15 de junho de 2022 5 min de leitura
Pessoas com CPF negativado nao precisamdesistir do sonho da casa propria

O sonho da casa própria faz parte do imaginário do brasileiro. E para quem está com o nome sujo, pode parecer impossível. Mas com organização e pesquisa dá para colocar a vida financeira nos trilhos e encontrar uma boa opção de crédito imobiliário.

O CEO da CrediHome by Loft, Bruno Gama, resume:

"O cliente muitas vezes acha que o fato de ter ficado inadimplente impossibilita que ele tome crédito. Isso não necessariamente é verdade".

Amanda Rapouzo, gerente do eCred, marketplace de crédito da Serasa, concorda:

"A organização financeira e o planejamento são alguns dos caminhos que permitem que os brasileiros realizem esse sonho".

Abaixo, veja quatro dicas de como conseguir financiar um imóvel mesmo com o CPF negativado.

como limar o nome para financiar um imovel
Imagem: Shutterstock

Comece a limpar o nome

Anotar a renda e fazer uma lista de gastos é fundamental para saber quanto sobra no fim do mês para pagar as dívidas. Depois, é hora de colocar os débitos no papel. Assim fica mais fácil enxergar o que é urgente.

"O brasileiro hoje está endividado. Se ele gerenciar um pouco essa questão das dívidas de forma estruturada pode, muitas vezes, conseguir sair", diz Bruno Gama.

As primeiras dívidas a serem quitadas devem ser as que cobram juros mais altos, como cartão de crédito e cheque especial. Vale a pena procurar oportunidades para renegociar os débitos. No site do Serasa Limpa Nome, o consumidor pode consultar seu CPF para saber se há acordos e ofertas disponíveis. Os descontos podem chegar a 99% do valor total da dívida. Alguns bancos, como Caixa, Itaú e Bradesco, oferecem serviços semelhantes.

Melhor seu score

Como o crédito imobiliário envolve valores altos e prazos longos, que podem chegar a 35 anos, a avaliação do risco de bancos e instituições financeiras é bastante criteriosa.

As empresas calculam o "score" do consumidor, que é uma nota de 0 a 1000 e serve para estimar o risco que ele tem de voltar a ficar inadimplente. Quem já teve o nome sujo tem uma nota mais baixa e, muitas vezes, acaba pagando taxas maiores.

Os credores também levam em consideração fatores como renda mensal da família, quanto está comprometido com outras despesas, capacidade de pagamento e tempo no emprego de quem está pedindo o empréstimo.

"Por isso, o ideal é que o consumidor se organize financeiramente, quite suas dívidas, dessa forma seu score poderá melhorar e ele poderá negociar melhores condições", diz Amanda Rapouzo.

"Eventualmente, ele regulariza alguma situação de inadimplência, quita alguma dívida anterior, e muitas vezes isso é suficiente para retomar o rating de crédito adequado para conseguir acesso a linhas de crédito imobiliário", completa Bruno Gama.

financiamento imobiliario mesmo para pessoas com CPF negativado
Imagem: Shutterstock

Planeje seus gastos

Planejamento e organização são fundamentais para quem vai fazer um investimento desse tamanho. É preciso calcular o valor da prestação e somar quanto vai incidir de juros mensalmente, a correção monetária e outras taxas para saber se cabe no seu orçamento.

Uma lei federal determina que a parcela do financiamento habitacional não pode exceder o limite de 30% da renda bruta mensal da família. A boa notícia é que até cinco pessoas podem compor essa renda.

Outra preocupação é com a entrada. Recomenda-se que o pagamento não zere as reservas do consumidor, já que é preciso pensar em um fundo para eventuais emergências.

"Esse cliente precisa ter algum tipo de poupança, uma reserva, uma alternativa para não ficar inadimplente e nem ter que vender o imóvel no futuro para pagar a dívida com o banco. Isso traria um ônus ou uma mudança de vida muito rápida para o cliente que ninguém quer que aconteça", fala Bruno Gama.

Pesquise em várias instituições financeiras

É hora de procurar um financiamento, pesquisando as melhores opções. A liberação do crédito e a taxa de juros variam a cada instituição financeira.

"Muitas vezes, o cliente ficou inadimplente ou com alguma conta atrasada no banco 'X'. Mas o banco 'Y' tem outra visão, que pode ser mais flexível e aceitar o crédito imobiliário", reforça Bruno Gama.

"A gente convive com clientes inadimplentes no dia-a-dia do crédito imobiliário. O principal é o cliente entender a situação financeira dele hoje e o tamanho da sua dívida. Depois, se tem renda suficiente para pagar as parcelas que está planejando dentro do crédito imobiliário. Por fim, precisa ter acesso aos principais bancos para entender como cada um enxerga sua inadimplência", aconselha.

A sugestão aqui é pesquisar vários bancos, públicos e privados, para tentar achar essa solução de crédito que atende ao seu perfil. A CrediHome by Loft oferece esse serviço de consultoria em financiamento imobiliário gratuitamente.

"O cliente tem que buscar um leque mais amplo de bancos para ver se tem sucesso em algum deles. Esse é um trabalho super comum aqui dentro da CrediHome by Loft. A gente consegue encaixar em algum banco que tenha um perfil de crédito parecido e gerar a aprovação desse financiamento imobiliário", explica o CEO.

A CrediHome by Loft também oferece financiamento próprio.

"Acho que vale primeiro deixar as pessoas otimistas. E, segundo, avisar que a gente tem possibilidade de ajudar nessa consultoria, esclarecer a situação do cliente e ajudá-lo a acessar linhas de crédito", encerra Bruno Gama.

Repórter de Economia do Portal Loft. Jornalista formada pela ECA-USP com passagens pela TV Globo, Record, Band, SBT (onde trabalhou por nove anos como repórter) e CNN Brasil. Fez especialização em Jornalismo Literário pela ABJL e em Roteiro pela EICTV-Cuba. Foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo em 2012.

Veja também

emprestimo com garantia de imovel e pouco difundido no Brasil

Mercado imobiliário

01 de julho de 2022

Empréstimo com Garantia de Imóvel: saiba como funciona o crédito com juros baixos e prazos longos para pagar

taxa referencial Foto: Shutterstock

Mercado imobiliário

01 de julho de 2022

TR: O que é a Taxa Referencial e qual seu impacto nos contratos de financiamento imobiliário

sala cloffice escritoio armario banheiro lousa geek

Morar com estilo

01 de julho de 2022

Apartamento de 110 m² possui decoração geek, cloffice e banheiro camuflado

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.