Custo de vida em Florianópolis: saiba quanto custa morar na cidade!

Compartilhar a notícia

O custo de vida em Florianópolis gera muitas dúvidas em quem pretende morar na cidade. Entenda quanto é preciso para viver na capital!

19 de janeiro de 2024

Autor Time Loft
Atualizado: 19 de janeiro de 2024 6 min de leitura
Custo de vida em Florianópolis_ saiba quanto custa morar na cidade!

Florianópolis é a capital do estado de Santa Catarina, situada na região Sul do Brasil. Essa cidade é conhecida por sua combinação única de beleza natural, praias paradisíacas e cultura marcante, oferecendo um estilo de vida que atrai pessoas de todo o país e do mundo.

No entanto, quem planeja se mudar para a Ilha da Magia, como ela é conhecida, precisa estudar o custo de vida em Florianópolis. Afinal, por ser uma capital turística, ela costuma demandar despesas mais elevadas em comparação às cidades do interior.

Que tal entender quanto custa morar em Florianópolis? Continue lendo este post e tenha mais informações para entender se vale a pena residir nessa cidade!

Imóveis para venda e locação

Quando se trata de avaliar o custo de vida em Florianópolis, o mercado imobiliário desempenha um papel de destaque. A cidade oferece uma diversidade de bairros, cada um com suas próprias características e, naturalmente, diferentes faixas de preço para locação e venda de imóveis.

Os bairros mais centrais da cidade, como Trindade e Agronômica, costumam ter preços mais elevados devido à sua proximidade com o centro comercial e cultural. Por outro lado, áreas mais afastadas, como Ingleses, Canasvieiras e Campeche, podem oferecer opções mais acessíveis.

Para ter um panorama, o preço médio do metro quadrado em Florianópolis era de R$ 10.448, em setembro de 2023. O bairro Agronômica, nas proximidades da Avenida Beira Mar, liderava o ranking, com o preço do metro quadrado médio de R$ 12.926.

Já o aluguel de um apartamento de 1 quarto no centro da cidade pode custar, em média, entre R$ 1.500 e R$ 2.500 por mês. Enquanto isso, um imóvel de características semelhantes em bairros mais afastados pode ser encontrado por cerca de R$ 1.000 a R$ 1.500 mensais.

Além do bairro, o tamanho e a localização influenciam os valores de aluguel e venda. Imóveis maiores, com mais quartos e áreas de lazer, tendem a ser mais caros. A proximidade com a praia ou áreas verdes também pode aumentar o custo do metro quadrado.

Condomínio 

Outro custo relacionado aos imóveis é a taxa condominial — um aspecto essencial a se considerar ao planejar suas despesas em Florianópolis. Os condomínios oferecem uma variedade de comodidades, como segurança e áreas de lazer, com o valor variando entre R$ 300 e R$ 1.000 ou mais.

Então os valores médios da taxa condominial em Florianópolis dependem do edifício, sua estrutura e as comodidades disponíveis. Geralmente, lugares maiores têm despesas mais elevadas devido à manutenção de áreas comuns extensas. 

Ainda, edifícios que oferecem piscinas, quadras esportivas, salões de festas e outros serviços tendem a ter taxas mais elevadas. Outro ponto que interfere no custo condominial é a localização — condomínios em bairros mais valorizados e próximos à praia costumam ter despesas mais elevadas. 

Anúncios

Transporte 

Em relação ao transporte público, Florianópolis possui um sistema eficaz de ônibus que conecta os principais bairros e pontos de interesse. A passagem custava entre R$ 4,98 para quem usa cartão e R$ 6 em dinheiro, em outubro de 2023. Também há descontos para estudantes e idosos, por exemplo. 

Por outro lado, muitos moradores de Florianópolis optam por possuir um carro particular devido à comodidade e flexibilidade que ele proporciona. No entanto, essa escolha vem com custos mais abrangentes, que incluem combustível, seguro, manutenção e estacionamento. 

O preço do combustível, por exemplo, pode variar — em outubro de 2023, a média era de R$ 5 por litro de gasolina — podendo representar um gasto expressivo no orçamento. Ademais, a localização da residência influencia no custo total com transporte. 

Quem mora perto das atividades diárias, como trabalho e escola, tende a gastar menos com locomoção. Já as pessoas que residem mais distantes desses locais costumam ter gastos mais elevados com mobilidade.

Alimentação 

Os preços médios nos supermercados podem variar, a depender das marcas e da quantidade de produtos adquiridos, além da localização e da proposta do estabelecimento. Geralmente, mercados atacadistas tendem a oferecer preços mais baixos, enquanto comércios diferenciados podem encarecer as compras.

Em relação aos mercados locais, eles oferecem preços competitivos e uma experiência cultural única. A Feira Livre da Lagoa, por exemplo, é um lugar onde você pode comprar frutas, verduras, queijos e artesanato local.

Já os preços em restaurantes variam conforme o estilo e a categoria do estabelecimento. Há opções acessíveis, como os populares restaurantes por quilo. Ao contrário, os locais que oferecem alta gastronomia podem ser mais caros.

Entretenimento 

Florianópolis é um local privilegiado quando se trata de opções de entretenimento. A Ilha da Magia oferece uma gama diversificada de atividades que atendem a todos os gostos e orçamentos. 

Um dos maiores atrativos da cidade são suas famosas praias que, em geral, oferecem acesso gratuito. Além disso, há locais apropriados para esportes aquáticos, como surf e stand-up paddle, que podem ser praticados com o aluguel de equipamentos.

A cidade também abriga trilhas, como a da Costa da Lagoa e a do Morro da Cruz, que são gratuitas. No entanto, é importante verificar se há taxa de acesso para outras áreas de preservação.

Por fim, a cena cultural de Florianópolis é fortalecida com museus, exposições de arte e apresentações teatrais. Os preços para acessá-la podem variar, mas muitos locais oferecem dias ou horários de entrada gratuita, tornando o entretenimento acessível.

Outros gastos

Além dos aspectos mencionados, existem outros gastos essenciais a serem considerados ao avaliar o custo de vida em Florianópolis. Anote:

  • eletricidade: pode variar dependendo do tamanho da residência e do consumo. Para um apartamento de tamanho médio, o gasto pode ficar entre de R$ 100 e R$ 200 ou mais — a depender do número de moradores e hábitos diários;
  • água: esse custo pode ser incluído no valor do condomínio ou cobrado separadamente, podendo variar de R$ 50 a R$ 150, em média;
  • internet e telefone: dependem do pacote que você escolher, variando de R$ 80 a R$ 200 ou mais, dependendo da velocidade da conexão e dos serviços adicionais;
  • saúde: os planos de saúde variam em preço de acordo com a cobertura, a operadora, a idade e o histórico da pessoa;
  • educação: há opções de escolas particulares com mensalidades que se diferenciam amplamente, podendo ser de R$ 1.000 a R$ 3.000, em média, dependendo do nível de ensino e da instituição.

Como você viu, o custo de vida em Florianópolis tende a variar dependendo de diversos fatores. Assim, com as informações e dicas compartilhadas neste artigo, você estará mais bem preparado para entender se a capital de Santa Catarina é o melhor local para morar!

Procurando imóveis para comprar em Florianópolis? A Loft tem muitas opções!

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Veja também

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.