O que é Pergolado, para que serve e como escolher?

Compartilhar a notícia

Da madeira ao concreto, veja diferentes materiais e modelos de pérgolas para criar espaços de sombra e aconchego na área externa da sua casa.

11 de março de 2023

Autor Time Loft
Atualizado: 29 de agosto de 2023 8 min de leitura
Dicas de como fazer pergolado

Os pergolados são muito usados para deixar as áreas externas mais bonitas e agradáveis. A seguir, saiba como escolher o pergolado ideal para a sua casa com as dicas das arquitetas Vanessa Paiva, sócia do escritório Paiva e Passarini, e Isabella Nalon.

O que é pergolado?

Pergolados ou pérgolas são estruturas formadas por pilares que sustentam vigas horizontais e paralelas. Elas podem ser feitas de diferentes materiais, como a madeira, o ferro e o concreto. Em geral, são utilizadas em áreas externas.

Para que serve o pergolado?

O pergolado serve para criar espaços sombreados e aconchegantes. Pode ser construído como uma extensão da casa ou no meio de um jardim ou quintal. Muitas vezes, também funciona como suporte para plantas trepadeiras, que ajudam a gerar mais sombra e deixar o ambiente charmoso.

Anúncios

Pergolado de madeira

Pergolado de madeira cumaru em área de piscina
 Pergolado de madeira cumaru em área de piscina. Projeto: Paiva e Passarini. Foto: Xavier Neto

A pérgola de madeira é o modelo mais tradicional. Por ficar em áreas externas, é importante que a estrutura seja feita de madeira maciça. Além disso, o material precisa passar por um tratamento prévio, para aumentar a sua resistência a sol, chuva, variação de temperatura, fungos e insetos.

O tipo de madeira mais indicado para a construção de pergolados pode variar de acordo com o projeto e a disponibilidade de matéria-prima naquela região. São boas opções, por exemplo, o cumaru e a itaúba.

Uma questão que deve ser levada em consideração ao escolher o pergolado de madeira é a necessidade de manutenção regular. Ao menos uma vez por ano, é preciso lixar e fazer a reaplicação do verniz de proteção, orienta a arquiteta Isabella Nalon.

Pergolado de eucalipto

Pergolado de eucalipto conecta imóvel principal a casa de visitas
Pergolado de eucalipto conecta imóvel principal a casa de visitas. Projeto: Isabella Nalon. Foto: Julia Herman Fotografia

De modo geral, o eucalipto tem um custo mais baixo do que outros tipos de madeira. É um material resistente, mas que também precisa passar por um tratamento para garantir a sua durabilidade. É ideal para a construção de pérgolas com um visual rústico.

Nesse projeto da arquiteta Isabella Nalon, o pergolado de eucalipto foi utilizado para interligar a casa principal à de visitas. Depois que essa foto foi feita, foi instalada uma cobertura de vidro sobre a estrutura para que o caminho ficasse protegido da chuva. As mudas de trepadeiras foram colocadas encostadas aos pilares, para que possam subir apoiadas neles. Quando as plantas crescerem, vão criar sombra nessa passagem e deixá-la ainda mais bonita.

Pergolado de bambu

A pérgola de bambu também possui um aspecto mais rústico. Uma sugestão da arquiteta Isabella Nalon é fazer a estrutura do pergolado com eucalipto ou outro tipo de madeira e usar o bambu na cobertura, para gerar área de sombra.

Pergolado de ferro

Pergolado de ferro sem cobertura em varanda
Pergolado de ferro sem cobertura em varanda. Projeto: Paiva e Passarini. Foto: Xavier Neto

O ferro exige menos manutenção do que a madeira, mas também precisa passar por um processo de proteção contra a ferrugem. No pergolado, o material pode ficar aparente ou disfarçado, afirma a arquiteta Vanessa Paiva. Ela explica que, em alguns projetos, aplica uma textura sobre o ferro. Assim, a estrutura fica com o mesmo aspecto que a pintura da casa, por exemplo.

No caso do projeto acima, a aparência do ferro foi mantida, sem a aplicação de nenhuma textura. Mas a pérgola foi pintada com uma tonalidade semelhante à da parede, o que conferiu a ela um visual mais leve. Por cima da estrutura, passam alguns fios de aço, com o objetivo de conduzir o crescimento da trepadeira. Quando a planta se desenvolver, vai ajudar a proteger essa varanda do sol, além de dar charme ao espaço.

Pergolado de concreto

Pergolado de concreto com balanço em área de piscina
Pergolado de concreto com balanço em área de piscina. Projeto: Paiva e Passarini. Foto: Xavier Neto

A pérgola de concreto pode ser construída no jardim ou como uma extensão da casa. Por conta da alta resistência do material, não demanda manutenção tão frequente.

No projeto do escritório Paiva e Passarini, o pergolado de concreto já foi previsto durante a construção do imóvel, recebendo também a mesma textura do restante da casa. Sua função é proteger essa área do sol e da chuva. A ideia é que, com o tempo, as plantas trepadeiras, colocadas uma de cada lado da porta de vidro, cresçam e criem sombra nesse espaço.

Pergolado com balanço

Na foto acima, uma das vigas da pérgola serve como suporte para um balanço, que ajuda a criar ali um ambiente de relaxamento na área da piscina.

Para pendurar um balanço em um pergolado, é importante verificar se a estrutura terá condições de suportá-lo. No caso desse projeto, houve um cálculo prévio para garantir que a pérgola aguentasse o peso do balanço e de uma pessoa sobre ele, além do movimento de vaivém.

Pergolado com plantas

A pérgola era usada originalmente no cultivo de uva, porque permite que os galhos cresçam na horizontal, facilitando a colheita. Nos projetos residenciais, o pergolado pode servir como suporte para trepadeiras. Além de embelezar o espaço, as plantas criam áreas de sombreamento e também ajudam a reduzir a entrada da chuva.

Para conduzir o crescimento das trepadeiras, uma dica é instalar cabos finos de aço em cima da pérgula, recomenda a arquiteta Vanessa Paiva. Há uma grande variedade de espécies que podem ser utilizadas. Primavera, lágrima-de-cristo e sapatinho-de-judia, por exemplo, são trepadeiras que vão enfeitar o pergolado com flores.

Pergolado com churrasqueira

Churrasqueira com pergolado de madeira
Churrasqueira com pergolado de madeira e cobertura de policarbonato. Projeto: Paiva e Passarini. Foto: Divulgação

A pérgola é uma boa opção para deixar a área da churrasqueira mais aconchegante e charmosa. Nesse projeto, a escolha foi por um pergolado de madeira com cobertura de policarbonato. Entre as vigas, foram instaladas lonas, que têm um sistema de correr e podem ser abertas ou fechadas.

Pergolado para garagem

Além do uso em jardins e espaços de lazer, o pergolado pode servir como proteção para uma área de estacionamento. Dependendo do projeto, esse tipo de estrutura pode oferecer um visual mais leve do que uma garagem fechada e combinar melhor com a arquitetura da casa. É possível utilizar diferentes materiais, como a madeira, o ferro e o concreto. O importante é instalar uma cobertura, para que não seja preciso tomar chuva no caminho entre o carro e a entrada da casa.

Cobertura para pergolado

As pérgolas podem receber ou não uma cobertura, dependendo do objetivo de cada projeto. Se a ideia for, ao mesmo tempo, manter a luminosidade e proteger da chuva, as duas principais opções são o vidro e o policarbonato.

Vidro

É mais caro, mais pesado, mas também mais durável e fácil de limpar. O tipo usado deve ser o laminado, mais resistente.

Policarbonato

É um material plástico mais barato que o vidro, mas também menos durável. Com o passar dos anos, pode perder a transparência e a integridade. Outro ponto negativo é que, quando chove, faz mais barulho.

Telhas

Pergolado coberto por telhas translúcidas
Pergolado coberto por telhas translúcidas e, na parte debaixo, revestido com ripas de madeira. Projeto: Paiva e Passarini. Foto: Xavier Neto

Outra alternativa são as telhas, mas elas nem sempre funcionam bem do ponto de vista estético. Aí, uma solução é usar outros tipos de cobertura para camuflá-las, como palha ou ripas de madeira, sugere Vanessa Paiva.

No projeto acima, a arquiteta fez uma pérgola de madeira protegida por telhas translúcidas e usou ripas de madeira na parte debaixo para escondê-las. Já no abaixo, telhas sanduíche (termoacústicas) foram ocultadas pela estrutura do pergolado de ferro e pela palha.

Iluminação para pergolado

Se o pergolado ficar no jardim e tiver uma trepadeira sobre ele, uma dica é usar a iluminação no piso, ao lado dos pilares, voltada para cima, recomenda a arquiteta Vanessa Paiva. Assim, à noite, o paisagismo ganhará destaque. Outra possibilidade é pendurar na estrutura um cordão de luz, que dará um visual mais descontraído ao espaço.

Quanto custa fazer um pergolado?

Os preços podem ter uma variação muito grande de acordo com o projeto, o material, a mão de obra, o local de instalação e a região do país. Segundo plataformas que reúnem orçamentos de prestadores de serviço, os valores podem variar entre R$ 1.450 e R$ 23 mil. O custo médio de um pergolado de madeira com 3 m x 2 m é de R$ 3.500.

Como fazer um pergolado simples e barato?

Para fazer um pergolado simples e mais barato, a arquiteta Vanessa Paiva sugere optar por uma estrutura mais leve, de madeira ou ferro, que possa apenas ser fixada no piso. O que também ajuda a baratear a peça é não instalar uma cobertura. Aí, um recurso é usar uma planta trepadeira para criar um espaço de sombra.

Gostou das dicas? O pergolado pode estar em casas ou em apartamentos de cobertura. Veja bem antes de comprar o seu imóvel.

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Comentários

Inalda pitangueira

Gostaria de um paisagista para orientar-me num pergolado e jardinagem no entorno da piscina!

Gilcelio Reis Pinheiro

Muito interessantes e aplicados as opções

Jucimeire correia da Silva

Me ajudou muito. Parabéns muito bem explicado.obg pelas dicas

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.