Casa sustentável: 11 práticas para ter um lar amigável à natureza

Compartilhar a notícia

Ter uma casa sustentável é uma possibilidade para qualquer pessoa que deseja ter uma relação melhor com a natureza. Confira 11 práticas para adotar!

03 de agosto de 2023

Autor Time Loft
Atualizado: 25 de agosto de 2023 12 min de leitura
Casa sustentável - 11 práticas para ter um lar amigável à natureza

A sustentabilidade tem se tornado um tema relevante para um número cada vez maior de pessoas. Afinal, práticas e organizações que alertam sobre a importância de cuidar desde já do planeta para garantir um bom futuro — inclusive, para as próximas gerações — têm ganhado cada vez mais espaço.

Mas você sabia que a sua casa também pode ser sustentável? Com alguns hábitos e mudanças, é possível garantir que seu lar cause menos impactos negativos e seja mais amigável ao planeta.

Quer descobrir o que fazer? Então veja 11 práticas para ter um lar que contribui para a sustentabilidade!

O que é uma casa sustentável?

Uma casa sustentável é uma residência que conta com soluções voltadas para reduzir o impacto negativo na natureza. Logo, um lar que apresente essas características afetará menos o meio ambiente e os recursos naturais explorados para atender às suas necessidades.

Vale notar que isso não significa ter uma casa sem estrutura ou desconfortável. Na verdade, ela envolve uma consciência maior sobre a relação entre as pessoas, suas moradias e o ambiente que as cerca.

Quais são os principais elementos desse tipo de casa?

Após compreender o que é uma casa sustentável, vale a pena entender como ela se caracteriza. Embora cada lar seja diferente, é interessante considerar que o ponto em comum envolve a responsabilidade sobre a interação com o meio ambiente e seus recursos.

Pensando nisso, veja quais são alguns dos elementos e características principais de uma casa desse tipo!

Anúncios

Uso de materiais sustentáveis

É bastante comum que um lar amigável para o meio ambiente conte com materiais sustentáveis. Essa prática pode incluir alternativas como:

  • madeiras de demolição;
  • elementos construtivos que diminuem resíduos;
  • revestimentos ecológicos e eficientes.

Assim, o objetivo é diminuir o impacto causado pela exploração de recursos naturais na construção desse modelo de casa, bem como reduzir os efeitos do descarte sobre a natureza. Faz sentido, não é mesmo?

Otimização e eficiência do espaço

Uma casa sustentável também costuma ser pensada para otimizar o espaço. Se o projeto for feito com essa pegada de sustentabilidade, é provável que ele conte com amplas janelas para favorecer a iluminação natural e diminuir o uso de lâmpadas, por exemplo. 

Ele também terá um layout pensado para favorecer a ventilação e o conforto térmico, dependendo das necessidades do local. Porém, vale destacar que mesmo que a ideia não seja concebida já no projeto, é possível buscar formas de otimizar o lar, aumentando o grau de sustentabilidade que ele apresenta.

Atuação para reduzir os impactos ambientais

Uma casa sustentável também costuma se caracterizar por buscar formas de reduzir os impactos na natureza. Esse fator significa realizar o tratamento adequado de esgoto e evitar a poluição do ambiente no entorno.

Ainda, as práticas podem envolver o comportamento em relação ao lixo e ao consumo, que pode levar a uma exploração maior de recursos naturais. Dessa forma, a intenção é ter um lar que ajude a diminuir ou até neutralizar os efeitos ambientais dos hábitos dos moradores.

Como tornar sua casa mais sustentável? Confira 11 práticas

Como você viu, muitas características de sustentabilidade em um lar são obtidas a partir de mudanças no projeto, certo? Porém, mesmo quem não está construindo e nem pretende fazer reformas pode tornar o lar mais sustentável.

Outra boa notícia é que muitas mudanças são simples e podem ser colocadas em prática sem grandes dificuldades. Isso significa que você está cada vez mais próximo de ter um ambiente mais sustentável e amigável à natureza. Interessante, não é?

A seguir, confira 11 dicas essenciais para a sua casa ou apartamento se tornar mais sustentável!

1. Use lâmpadas LED

Uma das formas mais simples de aplicar a sustentabilidade ao seu lar é substituir as lâmpadas dos cômodos por modelos de LED. Se você tiver reformado ou comprado o imóvel recentemente, é provável que essas já sejam a escolha para os seus cômodos.

Porém, em propriedades mais antigas, ainda é comum o uso de lâmpadas incandescentes. Além de elas serem uma tecnologia antiga, elas aumentam o seu consumo de energia elétrica, sabia?

Esse fenômeno acontece porque elas esquentam bastante, então a maioria da energia vai para esse aquecimento. Com o LED, por outro lado, isso não acontece, então você pode economizar de 80 a 90% de energia no uso dessas lâmpadas.

Outro ponto importante é que as lâmpadas LED são muito mais duráveis que outros modelos mais simples. Assim, você precisa fazer trocas com menos frequência, o que ajuda a diminuir a pressão sobre os recursos naturais.

2. Escolha equipamentos eficientes

Além de cuidar das lâmpadas, pense nos outros equipamentos que fazem parte do lar. Primeiramente, vale a pena focar em aparelhos que funcionem de modo eficiente e adequado. Se você tiver um equipamento que funciona de modo pouco funcional, pode ser que ele esteja consumindo mais energia do que deveria.

Em vez disso, o ideal é buscar opções que tenham o selo do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). Normalmente, os produtos com esse tipo de selo ajudam a identificar aqueles que usam a energia de modo mais eficiente, consumindo e desperdiçando menos.

É o caso de um ar-condicionado, por exemplo. Se você escolher um modelo capaz de manter a temperatura estável, mas com menos consumo de energia, seu gasto será menor — e a conta de energia e o planeta agradecem!

3. Considere instalar placas de energia solar

Ainda falando sobre energia elétrica, você pode considerar dar um passo mais importante rumo à sustentabilidade: instalar painéis solares. Esses equipamentos servem para captar a radiação solar e transformá-la em energia disponibilizada na rede elétrica.

Com isso, você pode obter descontos significativos na conta de luz, sabendo que ajuda o planeta ao produzir uma energia de fonte limpa e renovável.

Essa solução é especialmente vantajosa para quem mora em locais com grande incidência de luz solar e conta com espaço para a instalação dos equipamentos. De qualquer forma, vale a pena verificar a possibilidade do projeto junto a uma empresa especializada.

4. Utilize torneiras com aerador

Outra forma de aumentar a sustentabilidade do seu lar é cuidar do uso de água, já que esse é um recurso fundamental e esgotável. Uma mudança simples que você pode fazer envolve utilizar torneiras com aeradores — que podem fazer parte da torneira ou podem ser instalados separadamente.

A função dessa peça é aumentar a pressão, mas diminuir a vazão da água. Então, quando você abre a torneira, menos água é gasta, mas você continua com a sensação de que há volume suficiente. Desse modo, você consegue reduzir o consumo sem precisar fazer grandes alterações nos seus hábitos.

5. Aproveite a tecnologia a seu favor

Dependendo das suas escolhas, a tecnologia também pode ser uma grande aliada para tornar a sua casa mais sustentável, sabia? Se você utilizar os recursos de automação residencial, é possível economizar no dia a dia com facilidade.

Uma dica é utilizar lâmpadas com sensores de presença. Dessa maneira, você evita que um cômodo fique aceso quando ninguém estiver no local. Também é possível contar com lâmpadas inteligentes que podem ser ligadas, desligadas e programadas pelo celular.

Além disso, você pode contar com outros recursos, como tomadas inteligentes. Nesse contexto, é fácil desligar tudo o que não estiver em uso com apenas alguns toques no celular, o que traz muita praticidade.

Também é possível automatizar a climatização, se for o caso. Essa é uma forma de garantir que a temperatura na sua casa fique confortável, mas sem consumir mais recursos que o necessário.

6. Reduza a quantidade de lixo produzido

Cuidar melhor do planeta também envolve os impactos causados pelo lixo gerado. Por isso, você pode tornar sua casa mais sustentável ao repensar nas questões de consumo e descarte.

Como o foco é diminuir a sua quantidade de lixo, vale a pena dar preferência para itens não descartáveis. Em vez de comprar uma nova embalagem, que tal optar pelo refil dela? Outra forma de diminuir o uso de plástico é usando sacolas retornáveis no mercado ou na feira.

Também é preciso ter atenção para guardar corretamente os alimentos e cozinhar o que você realmente for consumir. Dessa maneira, você diminui a quantidade de comida jogada fora, mantendo uma rotina mais amiga do planeta.Se possível, considere separar o seu lixo para a coleta seletiva. Ao dedicar apenas alguns minutos para realizar essa tarefa, você facilita os processos de reciclagem e ajuda o planeta.

7. Realize a compostagem

Por falar em reduzir a quantidade de lixo, é interessante considerar adotar a compostagem como um hábito. Essa etapa é responsável pela reciclagem do resíduo orgânico, como restos de comida e partes não utilizadas de vegetais.

Ao final das etapas da compostagem, você terá um adubo totalmente orgânico e terá gerado menos lixo para o planeta. Para colocar essa atitude em prática, você precisa de uma composteira, que cria as condições necessárias para a matéria orgânica ser decomposta de modo seguro.

Há a possibilidade de comprar o equipamento pronto ou fazer seu próprio modelo com a ajuda de tutoriais na internet. Com essa atitude, você também poderá se tornar mais consciente sobre seus hábitos, trazendo novas possibilidades de ser mais sustentável.

8. Repense o uso de certos produtos de limpeza

Deixar a casa limpa, brilhando e cheirosa é fonte de satisfação para muitas pessoas, certo? Porém, se a ideia for ter um lar mais sustentável, é preciso ter cuidado com os produtos de limpeza que você decide usar.

O motivo se relaciona ao uso responsável da água. Afinal, todos os resíduos de detergentes, desinfetantes e outros produtos acabam parando nas águas de rios, córregos e canais. No momento de tratá-la novamente para o uso, as estações de tratamento de água usam muito mais energia e geram mais resíduos prejudiciais à natureza.

Por isso, vale a pena considerar o uso de produtos de limpeza amigáveis ao planeta. Existem opções biodegradáveis e outras totalmente naturais. Assim, você não precisa abrir mão da sensação de casa arrumada e ainda consegue diminuir seu impacto sobre o meio ambiente.

9. Cuide da manutenção do imóvel

Nem todo mundo percebe, mas realizar a manutenção adequada do seu imóvel também é uma prática para ter uma casa sustentável. Afinal, descuidar de determinadas partes da sua propriedade fará com que você desperdice recursos importantes e gere mais impactos sobre os recursos naturais.

Um exemplo envolve a manutenção da rede elétrica da casa. Se os fios e tomadas não receberem os devidos cuidados, pode haver uma fuga de corrente. Além de essa situação ser potencialmente perigosa, ela fará com que você gaste mais energia que o necessário.

O mesmo vale para a estrutura hidráulica. Isso porque não dar atenção a vazamentos pode originar infiltrações, rachaduras e levar ao desperdício de água.

10. Tenha um consumo consciente

Para ter uma casa mais sustentável, é fundamental ter cuidado com os seus hábitos de consumo de modo geral. O objetivo é ser mais consciente em todas as esferas da vida, por exemplo, ao considerar como você vive no lar e o que você compra.

Como visto até aqui, é essencial não desperdiçar luz e água, certo? Dessa forma, vale ter atenção com a duração dos banhos ou com o excesso de equipamentos mantidos em stand-by.

Portanto, é essencial considerar o que você compra em seu cotidiano. Em vez de consumir sem propósito, vale a pena focar em comprar bons itens que sejam duráveis. É o caso de comprar móveis e itens de decoração de qualidade. Assim, você garante que a sua casa seja mais responsável com o planeta.

11. Reuse sempre que possível

Pensar nos seus hábitos e agir de modo mais consciente também exige criatividade. Afinal, uma das boas práticas para ter uma casa sustentável se refere à capacidade de reutilizar os itens sempre que possível.

Pense em novas formas de usar o que você já tem em casa, sem precisar fazer novas compras. Uma embalagem bonita, após ficar vazia, pode se tornar um pote para armazenar alimentos ou outros produtos.

Já os pallets podem ser aproveitados em móveis personalizados, bem como materiais que sobraram da última obra podem fazer parte de um novo projeto de decoração, por exemplo.

A ideia, portanto, é buscar meios de reutilizar em vez de partir diretamente para o descarte. Essa atitude não apenas ajuda a diminuir a produção de resíduos como reduz o seu consumo, ajudando o planeta de duas formas diferentes.

Com essas 11 práticas, sua casa poderá ser mais sustentável e você poderá contribuir ainda mais para a sustentabilidade na Terra. Por isso, vale a pena conferir o que faz sentido para você e já implementar esses novos hábitos.

Procurando casas sustentáveis? A Loft tem diversas opções de imóveis para comprar do jeito que você precisa!

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Comentários

Luiz Carlos R O Brandão da Silva

Este é um tema que deveria despertar o interesse de toda a sociedade. . . O sabão é uma das maiores desgraças do mundo, pois mesmo quando há estações de tratamento de esgoto na cidade, o sabão acaba sempre sendo jogado nos rios, ou no mar. (Máquina de lavar é uma grande vilã)

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.