Cozinha americana: o conceito de integração que conquistou os brasileiros

Compartilhar a notícia

Tendência nos projetos de interiores ao redor do mundo, a cozinha aberta e integrada às áreas de estar ajudam a dar sensação de amplitude, criam ambiente gourmet ideal para encontros e festas e ainda podem adicionar um quê de modernidade ao décor

03 de outubro de 2022

Autor Time Loft
Atualizado: 11 de setembro de 2023 8 min de leitura
cozinha americana apartamento itaim loft

Reunir a família ou amigos em torno da mesa é algo que faz parte da cultura brasileira. Talvez por isso as cozinhas abertas ou integradas, típicas dos Estados Unidos, passaram a ser um pedido comum em projetos de interiores por aqui. “Posso te dizer que hoje, em 70% dos meus projetos, os clientes querem cozinha americana”, conta a arquiteta Carolina Claro, de Belo Horizonte.

O que é cozinha americana?

Cozinha americana é um modelo de cozinha caracterizada por uma abertura na parede e um balcão para integrar o cômodo à sala de estar ou sala de jantar. Hoje em dia, esse conceito de aberto, ou open concept, também é sinônimo de espaço gourmet integrado.

É um cômodo semi-aberto, exposto às demais áreas, mas não totalmente integrado. Com o tempo, a cozinha adquiriu um status de local de reunião e de festas. Assim, as paredes foram sendo derrubadas, construídas ilhas ou penínsulas, que ajudam a agrupar pessoas em torno da comida.

sala cozinha americana bancada madeira banco
A cozinha americana com balcão ganhou uma divisória vazada e um balcão para preparo de alimentos e refeições, bem ao estilo americano. Projeto e foto: Carolina Claro Design 

A origem da cozinha americana no Brasil

O modelo arquitetônico popularizou-se com os programas de reforma e decoração americanos  –  Irmãos a Obra, Ame-a ou Deixe-a, Do Velho ao Novo –  que chegaram ao Brasil por canais de assinatura e internet e passaram a influenciar o design por aqui também.

A pandemia da Covid-19 também contribuiu para a popularização das cozinhas integradas, avalia Carolina Claro. “É uma transformação de comportamento. As pessoas passaram a cozinhar mais. Ou mesmo aquelas que não cozinhavam passaram a usar mais o ambiente para as refeições compradas, já que não podiam sair de casa”, lembra.

“As construtoras no Brasil também enxergaram a possibilidade de fazer apartamentos pequenos com uma ideia de sensação de amplitude usando a cozinha aberta. A maior parte dos lançamentos hoje já vem com a cozinha sem paredes, porque dá sensação de um espaço maior”, complementa a arquiteta.

“Imagine um apartamento de 60 m². Se você tem uma cozinha de 20 m² e uma parede dividindo esse ambiente, a sala fica minúscula. Sem a divisória, o espaço ganha sensação de maior metragem, ficando mais confortável para todo mundo que mora ali”, explica a arquiteta.

cozinha americana apartamento itaim loft
Apartamento à venda no Itaim Bibi com 52 m². Foto: Loft
Anúncios

Como fazer uma cozinha americana

Moderna, funcional e bonita. A cozinha aberta para os demais ambientes do apartamento precisa ser muito mais do que um local para preparo de alimentos. Segundo Carolina Claro, ela deve compor a área social da casa, oferecendo móveis esteticamente interessantes, revestimentos inusitados e equipamentos modernos.

“É uma cozinha composta por eletrodomésticos mais modernos, com design, e móveis mais personalizados. Por ser uma cozinha que será vista por todos, estamos levando elementos da sala para esse cômodo da casa”, explica a arquiteta.

Dessa maneira, os revestimentos ganham uma nova roupagem: a madeira natural pode revestir as paredes, assim como pedras mais sofisticadas, tipo mármore, trazendo um toque de sofisticação. 

“Temos usado também os espelhos, que não eram comuns nas cozinhas, mas trazem um charme. Vasos de plantas e quadros também ajudam a compor a decoração do apartamento”, diz Carolina.

sala jantar mesa cadeira cozinha americana
Cozinha aberta para a área de jantar, com nichos de madeira e espelho: “ar de sofisticação”. Projeto e foto: Carolina Claro Design

A arquiteta defende que as bancadas da pia, ou de preparação de alimentos, sejam feitas por materiais artificiais, como Silestone e Corian, que são bonitos e duradouros, resistentes ao calor, umidade e resíduos que podem manchar.  

“Para o revestimento do piso, há hoje porcelanato lindos, resistentes, que imitam a madeira, e podem seguir por toda casa até a cozinha, dando ainda mais a sensação de integração dos ambientes”, diz a arquiteta.

A tecnologia também ajuda a transformar a cozinha em um cômodo de destaque. Há geladeiras que podem ser totalmente escondidas na marcenaria, assim como os microondas embutidos ou espelhados, próprios para estarem à mostra, coifas e depuradores de alta sucção que fazem menos barulho.

“Houve até o retorno da linha de eletrodomésticos brancos, que tinha caído em  desuso, mas que retornaram com força numa pegada clean, com uma decoração  especial”, conta Carol.

cozinha americana apartamento loft vila olimpia
Apartamento à venda na Vila Olímpia com 46 m². Foto: Loft

Cozinha americana integrada com a varanda

Nos apartamentos mais modernos, a cozinha aberta pode ser integrada às varandas – que contam hoje com churrasqueiras e até fornos de pizza -, criando um grande espaço gourmet. 

“Essa cozinha-varanda pode ganhar eletrodomésticos mais sofisticados, como uma chopeira semi-profissional, uma adega personalizada, geladeira com saída para água, cooktops de indução e máquinas de gelo”, sugere Carolina.

Nesses projetos, cozinha, varanda e salas de jantar e de estar ficam totalmente integradas, proporcionando um espaço gourmet perfeito para encontros e festas.

cozinha mesa integrada varanda gourmet envidracamento
Cozinha integrada com a varanda cria um espaço gourmet ideal para encontros e festas Projeto e foto: Carolina Claro Design

A integração também exige uma decoração com elementos comuns, que dialoguem entre si. “Tenho usado bancadas, piso e frontões no mesmo material, porque dão uma sensação clean, contribuem para beleza e unidade do espaço”, diz a arquiteta. “Evite eletrodomésticos de estilos e cores diferentes. Opte por uma linha só para todos os espaços, seja preta, inox ou branca.”

Use portas de correr

Mesmo com tantos atrativos, a cozinha americana tem suas desvantagens. “Se você cozinha todo dia, ao menos duas refeições por dia, e costuma fazer fritura, por exemplo, vai acabar engordurando as demais áreas do apartamento. A cortina pode ficar com cheiro de fritura, o tecido do sofá também, então tudo isso tem que ser bem pensado”, orienta Carolina. 

Uma boa solução é usar fechamentos provisórios, com portas de correr que ficam camufladas e podem ser acionadas apenas nos momentos necessários. “Assim você isola a área do fogão, na hora de preparar aquele camarão, por exemplo, e só reintegra o ambiente quando o cheiro não estiver mais na cozinha.” 

As portas ou janelas de correr podem ser feitas em marcenaria, serralheria, vidro jateado ou canelado, compondo com diversos outros materiais escolhidos para a decoração da área social do apartamento.

cozinha espelho bancada cimento queimado
As paredes deram lugar a portas ocultas, de correr, deixando uma península com balcão de refeições integrado à sala de estar. Projeto e foto: Carolina Claro Design
cozinha americana porta de correr
As portas de correr podem ser fechadas durante o preparo de alimentos mais gordurosos, evitando que o cheiro se espalhe para todo o apartamento. Projeto e foto: Carolina Claro Design

Nos casos em que há uma península ou apenas um balcão, segundo a arquiteta, é possível fazer o fechamento com janelas de vidro “que correm sobre o balcão, isolam o cheiro, mas deixam passar a iluminação”.  

Outra boa dica é investir em exaustores (aparelhos que filtram a gordura do ar) ou coifas (que jogam a gordura para fora do apartamento) com potência alta. “Um bom equipamento pode minimizar bem o desconforto de cheiro de gordura nos ambientes”, aconselha Carolina. 

Reformas estruturais

cozinha americana duplex moema loft
Apartamento à venda em Moema Pássaros com 31 m². Foto: Loft

Quem mora em apartamento mais antigo e sonha em ter uma cozinha americana terá que procurar profissionais de engenharia e arquitetura para avaliar a possibilidade de retirada de uma parede ou mais para que o projeto seja feito.

“Não se pode sair derrubando paredes em prédios, porque elas podem ser estruturais, portanto é essencial buscar serviço especializado para isso”, orienta a arquiteta. “O primeiro passo é tentar conseguir a planta desse apartamento. Se não tiver, basta investigar com especialistas, colocar uma viga estrutural que permita a abertura do espaço.”

Quando a cozinha não foi projetada para ser aberta, e o cliente faz a opção pela integração e quer uma ilha (bem comum nos projetos norte-americanos para cozinhas abertas), um artifício comum é instalar um cooktop por indução, que não precisa de obra estrutural, apenas de um ponto de energia elétrica. “Você não precisa trazer o ponto de gás lá do outro lado da cozinha. Esses cooktops também são charmosos e viraram uma marca das cozinhas americanas”, afirma Carolina.

Apesar de poder exigir uma obra com quebra-quebra e orçamento robusto, a área gourmet no apartamento é um grande diferencial para momentos de lazer com amigos e familiares. “A gente tenta integrar ao menos uma parte, mesmo que seja só para a sala de jantar ou varanda”, sugere a arquiteta. 

Colaboração de Marcela Guimarães

Bateu aquela dúvida na matéria que você leu? Deixe nos comentários que o Time Loft responde!

Tags

Deixe seu comentário

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.